Hackacity no Porto revela vencedores

Projetos

A propósito da iniciativa Hackacity, que decorreu nos dias 26 e 27 de junho, na cidade do Porto, surge agora o resultado dos vencedores que dela fizeram parte.

O evento teve início com a formação de equipas, pelo que, seguidamente, se procedeu à análise de dados e de ideias. Os projetos foram, depois, desenvolvidos, sendo que às 17 horas de sábado começaram os pitches, que foram formalmente apresentados a um júri constituído por profissionais das entidades parceiras (Câmara Municipal do Porto, FutureCities, Lunacloud, ubiwhere, Porto Desing Factory e Instituto Pedro Nunes).

A apreciação do júri resultou na escolha de três projetos, pelo que as propostas escolhidas se centraram apenas num único objetivo, o de ajudar a melhorar a vida na cidade e a potenciar o conceito smart city. O facto de ser um evento tech permitiu que os participantes criassem aplicações híbridas, aptas para serem lançadas em versão beta, num espaço de 24 horas.

O terceiro lugar foi, deste modo, atribuído ao projeto Living Porto, que apresentou uma plataforma que reúne dados que possibilitam ao utilizador o acesso a informações, podendo este ajustá-las aos seus negócios, ideia que pode ser aplicada aos negócios locais.

Em segundo lugar destacou-se a proposta da equipa Derivá, que divulgou uma aplicação que dá a conhecer informação relativa aos locais que o utilizar pretende visitar e que, selecionando determinadas opções, envia indicações para este possa “navegar à deriva”.

A equipa que alcançou o primeiro lugar foi a Urbancare com uma aplicação ligada à área da saúde, utilizando, para tal, a análise de dados referentes à radiação UV, nomeadamente em locais que incidam com maior impacto e quais os procedimentos a tomar nestas situações. Esta aplicação, para além de fornecer informação ao utilizador, orienta-o, de forma ativa e real, de como deve este agir.

Nesta iniciativa esteve, ainda, presente o vereador da Câmara Municipal do Porto, Filipe Araújo que afirma que “o olhar das pessoas que habitam a cidade é infinitamente mais importante do que qualquer outro, porque são as pessoas que realmente sabem o que é necessário fazer e melhorar”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor