Hack for Good quer criar soluções tecnológicas para melhorar a vida dos refugiados

InovaçãoProjetos

As incrições para a segunda edição do Hack for Good já se encontram abertas. A maratona digital que quer criar soluções tecnológicas para melhorar a vida dos refugiados, acontece nos dias 24 e 25 de junho, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

O evento é promovido pela Gulbenkian e pela Techfugees, uma organização global sem fins lucartivos, e quer ajudar a promover soluções para ajudar os refugiados apoiadas em tecnologia e em inovação. Segundo a organização, são esperados mais de 150 participantes de áreas como programação, design, engenharia, gestão e outros profissionais.

As soluções tecnológicas devem endereçar uma das seguintes áreas: Infraestrutura, Educação, Identidade, Saúde e Inclusão. Desta forma, são esperadas inovações que permitam melhor conectividade, mais educação formal e não formal online e offline, que facilitem a integração dos refugiados, entre outras.

As inscrições terminam a 20 de maio, às 23h59 e podem ser realizadas aqui. Todas as informações sobre o Hack for Good estão disponíveis no site da iniciativa


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor