Grandes retalhistas norte-americanos sofrem ciberataques

Segurança

Os dois grandes retalhistas dos Estados Unidos Target e Neiman Marcus sofreram ataques informáticos. Mais retalhistas foram atacados com estas mesmas técnicas mas ainda não se conhecem as suas identidades. Pelo menos mais três marcas foram afetadas com as mesmas técnicas que usaram contra a Target e a Neiman Marcus. Já está a decorrer uma

Os dois grandes retalhistas dos Estados Unidos Target e Neiman Marcus sofreram ataques informáticos. Mais retalhistas foram atacados com estas mesmas técnicas mas ainda não se conhecem as suas identidades.

coreia_01Pelo menos mais três marcas foram afetadas com as mesmas técnicas que usaram contra a Target e a Neiman Marcus.

Já está a decorrer uma investigação para procurar os cabecilhas destes ataques e tudo indica que se tratem de hackers da Europa de Leste. No ataque a Target, os piratas conseguiram obter dados de mais de 40 milhões de cartões para pagamento. Já no ataque a Neiman Marcus, foram roubados dados como o nome, e-mail, moradas e telefones de 70 milhões de clientes.

Os piratas utilizaram a técnica da intrusão na memória do computador e o RAM scraper usado permitiu copiar a informação encriptada enquanto esta passava pela memória do PC, enquanto aparecia como texto simples.

Ainda não se sabe se a equipa técnica das empresas afetadas já tinha implementado as recomendações que a Visa tinha dado sobre a crescente utilização destas técnicas.

As empresas afetadas não revelam este facto por medo de que essa informação faça com que os clientes se afastem e percam a confiança na marca. Target e Neiman Marcus só admitiram os ataques depois de questionados pelos jornalistas e investidores que tinham lido a informação no blogue de Brian Krebs.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor