Governo japonês sofre ciberataque simulado

EmpresasNegóciosSegurança

O Japão realizou hoje um ciberataque simulado em grande escala, que atacou os sistemas informáticos de todos os departamentos do governo, de modo a testar e a fomentar as defesas cibernéticas do país, numa altura em que se prepara para receber os Jogos Olímpicos de 2020. Meia centena de especialistas em segurança informática reuniram-se em

O Japão realizou hoje um ciberataque simulado em grande escala, que atacou os sistemas informáticos de todos os departamentos do governo, de modo a testar e a fomentar as defesas cibernéticas do país, numa altura em que se prepara para receber os Jogos Olímpicos de 2020.

yamamoto

Meia centena de especialistas em segurança informática reuniram-se em Tóquio para testarem a segurança dos sistemas de 21 ministérios e agências governamentais nipónicas, através da simulação de um ataque de phishing. Para tal, inúmeros oficiais do governo e empresas deixaram os seus servidores vulneráveis à investida, depois de, intencionalmente, terem acedido a um site falso e malicioso.

Seguindo o exemplo da Grã-Bretanha, o governo japonês contou com a colaboração de múltiplos hackers para proceder à verificação da segurança dos seus sistemas computacionais, como preparação para hospedar os Jogos Olímpicos que terão lugar no Japão no ano de 2020.

“Não é que não tenhamos já aplicado medidas de segurança cibernética nos nossos sistemas, mas ainda estamos atrás dos Estados Unidos neste aspeto”, disse Ichita Yamamoto, ministro encarregue das políticas sobre Tecnologias de Informação e coordenador e responsável pelo exercício.

Yoshihide Suga, porta-voz do governo nipónico, afirmou que os ataques cibernéticos são uma ameaça bem real e exponencial, dado a sua crescente sofisticação e ampla difusão, o que torna a segurança informática dos sistemas um elemento de crucial relevância e de alta prioridade.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor