Governance é essencial no sucesso do Business Intelligence

Business IntelligenceData-Storagee-RegulaçãoGovernança
0 0 Sem Comentários

O estudo Forbes Insights, com a colaboração da Qlik, demonstra que a governança é identificada como um fator chave para acrescentar valor às empresas e que está relacionada com o sucesso do Business Intellegence (BI).

Os dados da pesquisa “Breakthrough Business Intelligence: How Stronger Governance Becomes a Force for Enablement” acabam de ser revelados e análise global indica que o BI proporciona benefícios importantes à vasta maioria das empresas inquiridas, e que a maior parte delas acredita que ainda há mais potencial.

O inquérito foi submetido a mais de 400 executivos e profissionais de TI entre julho e agosto de 2016. Os benefícios do programa de BI, com que os inquiridos trabalham, são classificados por 45% como “muito significativos”e por mais de 36% como “significativos”. Ainda assim, apenas 48% considera que atingiu a totalidade dos benefícios dos programas de BI.

O estudo revela, ainda, que três em cada quatro inquiridos afirmam que os benefícios de BI são um mix de ativos tangíveis e intangíveis, mas sempre substanciais. Alguns dos benefícios específicos incluem métricas do cliente melhoradas, resposta rápida face às exigências do mercado, mixes de produto e serviço mais fortes, avaliação e reconhecimento da marca melhorados e rentabilidade mais elevada.

Para além disso, os profissionais reconhecem a importância da governance no BI: mais de três quartos (78%) diz que a governance de dados é vital ou importante para as operações de BI, e dois terços (65%) afirma que a governance é um meio útil para capacitar utilizadores finais a fazer novas descobertas.

Para Mike Saliter, vice Presidente de Soluções Industriais Globais da Qlik, “governance requer equilíbrio – gerir até alcançar um nível onde a consistência é garantida, mas a flexibilidade se mantém”. O executivo acrescenta ainda que “não existe uma fórmula perfeita, mas encontrar o tipo de governance certa na cultura de uma organização é um aspeto fundamental para aproveitar as melhores oportunidades de BI.”

Segundo as conclusões do relatório, no futuro a estrutura de BI apresentará: menos controlo de TI; aumento de funções de BI independentes; estrutura, planeamento e gestão otimizadas; menos características ad hoc e um mix melhorado das abordagens centralizadas/descentralizadas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor