Google usa inteligência artificial para aumentar precisão do Tradutor

AppsCiênciaInovaçãoMobilidade
0 10 Sem Comentários

A equipa que cuida do Google Tradutor está a trabalhar para encontrar uma maneira de aprimorar a aplicação usando redes neurais. A novidade foi divulgada na última edição da conferência Structure Data, realizada San Francisco, nos EUA.

Atualmente, são vários os produtos da empresa que beneficiam do padrão de aprendizado para máquinas “deep learning”. O Google Maps, Google Photos ou o Gmail são apenas alguns exemplos.

Recorrendo à inteligência artificial e a aprendizagem profunda, a companhia pretende aumentar a precisão da aplicação. Esta tecnologia é uma espécie de programação de software que opera de forma semelhante ao cérebro humano. No fundo, trata-se de fornecer volumes monstruosos de dados como amostragem a fim de tornar o comportamento de redes neurais sintéticas cada vez mais assertivo.  

O Google Tradutor depende de um algoritmo que usa dados estatísticos e outras informações recolhidas dos utilizadores para aprimorar os seus resultados. Com o uso de inteligência artificial, a aplicação pode aprender de forma muito mais eficiente e rápida as idiossincrasias de diferentes idiomas.

Jeff Dean, responsável pela equipa do Google Brain, revelou as intenções da empresa durante uma conferência realizada esta semana em São Francisco, nos EUA. “Acredito que teremos bons resultados em breve”, disse, sem revelar mais detalhes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor