Google testa ferramenta de chat entre clientes e empresas

e-Marketing

A Google está a trabalhar numa ferramenta que poderá tornar o contacto entre clientes e empresas ainda mais direto, através de uma conversa de chat que também deverá incluir vídeo. A aproximação dos negócios dos possíveis interessados tem sido uma das apostas da Google que tenta, assim, expandir as suas áreas de atuação. As primeiras

A Google está a trabalhar numa ferramenta que poderá tornar o contacto entre clientes e empresas ainda mais direto, através de uma conversa de chat que também deverá incluir vídeo. A aproximação dos negócios dos possíveis interessados tem sido uma das apostas da Google que tenta, assim, expandir as suas áreas de atuação.

e-commerce

As primeiras imagens surgiram a partir de Matt Gibstein, um utilizador do Twitter que terá descoberto os testes a esta ferramenta, por coincidência. Gibstein reparou que quando realizava pesquisas no motor de busca da Google relativamente a negócios locais, a página mostrava também a disponibilidade da empresa para iniciar uma conversa.

De acordo com informações avançadas pelo TechCrunch, a Google está a testar um serviço que incorpora a possibilidade de comunicar com as empresas em tempo real diretamente a partir dos resultados das pesquisas, deixando de parte os e-mails ou chamadas telefónicas que podem não ter retorno. Deste modo, desde que a empresa apareça como disponível, o contacto será possível e imediato.

Este chat resulta da utilização da plataforma Hangouts também da Google, tanto em equipamentos móveis como no desktop. Esta não é a primeira ferramenta que a empresa está a desenvolver a partir do Hangouts, tendo anunciado, recentemente, um projeto que colocaria técnicos e especialistas da Google em contacto com eventuais clientes de modo a esclarecer dúvidas. Seja com que ferramenta for, a Google parece estar determinada em apostar no live chat para unir clientes e negócios.

Resta saber se a Google incluirá outros parâmetros nestes resultados inteligentes como o horário de funcionamento das empresas em causa e características adicionais específicas de cada negócio como, por exemplo, no caso de um restaurante surgir a informação sobre a disponibilidade de mesas para aquele horário.

Outra questão ainda sem resposta prende-se com os eventuais custos desta ferramenta para as empresas e a expansão que a mesma poderá adquirir. Se será gratuita e se cruzará a fronteira dos negócios locais são interrogações que apenas serão respondidas quando terminados os testes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor