Google quer que os seus funcionários usem Mac OS X

EscritórioMac

A Google quer os seus funcionários a usarem Mac OS X em vez de PCs ou Chromebooks.  A multinacional gere mais de 43 mil equipamentos Mac na sua massa produtiva. Apesar da Google ter também máquinas com Windows e Linux e de desenvolver o seu próprio sistema operativo de produção nos Chromebooks, o Chrome OS,

A Google quer os seus funcionários a usarem Mac OS X em vez de PCs ou Chromebooks.  A multinacional gere mais de 43 mil equipamentos Mac na sua massa produtiva.

Mac-OSX-Wallpapers-5Apesar da Google ter também máquinas com Windows e Linux e de desenvolver o seu próprio sistema operativo de produção nos Chromebooks, o Chrome OS, a empresa quer a utilização destes equipamentos da Apple, visto estes terem uma elevada capacidade de desempenho, segurança e flexibilidade.

“Houve uma época em que os Macs eram uma pequena parte da frota da Google. Mas a partir de agora, se começar a trabalhar na Google e quiser usar uma plataforma diferente do Mac terá de fazer um plano de negócios”, refere Barro Caviness, engenheiro de sistemas da multinacional.

Contudo, a empresa norte-americana apresenta dificuldades em gerir o crescente número de Macs, pois não encontra ferramentas empresariais existentes da Apple úteis para as suas necessidades.

Caviness acrescenta que “o sucesso da Apple com o iPhone e o iPad pode ter algo a ver com o desenvolvimento mais lento de ferramentas empresariais Mac”.

A Google já atualizou os seus Macs do OS X 10.7/10.8 em 99.5 por cento da sua frota em apenas oito semanas e pretende fazer a mesma coisa com a mudança para o OS X 10.9 Mavericks.

“Tal como as pessoas mudaram de PCs para Macs e nunca mais voltaram atrás, você irá mudar de iPhone para Android e também nunca mais voltará atrás”, diz Eric Schmit, presidente da Google, reconhecendo a superioridade dos Macs da Apple sobre os PCs num guia onde explica como efetuar a mudança do iPhone para o Android.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor