Google quer acelerar projeto de carro autónomo e contrata mais profissionais

InovaçãoNegóciosProjetos

A Google está empenhada em acelerar os trabalhos para que o projeto do carro autónomo saia do estágio experimental para outro mais efetivo. Para isso, a equipa de desenvolvedores está a contratar mais pessoal especializado na indústria automotiva, para atingir as suas metas.

Hoje, essa operação emprega pelo menos 170 funcionários, segundo uma análise da Reuters de perfis no LinkedIn. Muitos são engenheiros de software e sistemas e alguns são de outros departamentos da Google.

Mais de 40 funcionários que aparecem no LinkedIn têm experiência anterior na indústria automotiva, com habilidades que vão de design exterior a manufatura. Eles vieram de uma série de montadoras, incluindo a Tesla, a Ford e a General Motors.

Há pouco tempo, a Google afirmou que pretende ter pronta a tecnologia para ser comercializada até 2020, mas a empresa pode não fabricar ela própria o automóvel. A gigante da tecnologia tem mais possibilidade de terceirizar a produção dos veículos ou licenciar a tecnologia para fabricantes de carros, afirmam especialistas da indústria automotiva.

Nas últimas quatro semanas, a Google abriu quase 40 novas posições para a equipa, e muitas são relacionadas com manufatura. O grupo atualmente tem seis pessoas com tal experiência.

*Com informações da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor