Google planeia sistema operativo exclusivo para Internet das Coisas

MobilidadeSOSoftware

O próximo movimento da Google deve ser um novo sistema operativo, feito do zero, sob medida para rodar em toda a sorte de aparelhos. A ideia é estabelecer finalmente um padrão viável para a Internet das Coisas, que apesar de ter um potencial incrível, ainda sofre com a fragmentação de iniciativas. Esperado para ser anunciado

O próximo movimento da Google deve ser um novo sistema operativo, feito do zero, sob medida para rodar em toda a sorte de aparelhos. A ideia é estabelecer finalmente um padrão viável para a Internet das Coisas, que apesar de ter um potencial incrível, ainda sofre com a fragmentação de iniciativas.

internet das coisas casa

Esperado para ser anunciado oficialmente durante a conferência Google I/O, ainda essa semana, o sistema deve ser denominado Brillo OS e rodar com requisitos bem baixos de hardware.

A expectativa é que sejam necessários de 32 a 64 MB de RAM para que uma implementação completa do sistema rode sem problemas. Comparativamente, o Android demanda no mínimo 512 MB de memória, mas para rodar de modo decente, 1 GB é o adequado.

O Brillo está sendo desenvolvido pelo mesmo grupo responsável pelo Android e seria pensado parra funcionar tanto de forma autônoma quanto integrado aos dispositivos Android.

De pequenos dispositivos vestíveis, passando por lâmpadas inteligentes, refrigeradores, fechaduras e sensores para aplicações domésticas, o Brillo pode ser implementado em toda sorte de aparelhos rapidamente e com baixo custo, uma vez que, assim como Android, será disponibilizado gratuitamente.

Mais detalhes sobre o Brillo OS serão liberados até o final da semana.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor