Google obrigada a perder exclusividade de aplicações em dispostivos móveis na Rússia

EmpresasMobilidade

A autoridade reguladora russa esclarece, em comunicado, em que a Google já não apresenta exclusividade das aplicações em dispositivos móveis com sistema operativo Android. É o resultado do acordo alcançado pela empresa russa “watchdog” anti-monopólio e a Alphabet Inc da Google, que proíbe a gigante tecnológica de impor restrições de instalar outras aplicações que não sejam desenvolvidas pela mesma.

De acordo com a Reuters, as informações foram reveladas por Alexei Dotsenko, representante da FAS  (Federal Anti-monoply Service). Como parte do acordo, a Google está obrigada a desenvolver uma ferramenta para dar a possibilidade aos utilizadores de escolherem um motor de busca por defeito nos seus dispositivos Android.

É de recordar que em 2015, através de uma queixa da empresa Yandex, a gigante norte americana foi culpada pela instituição reguladora russa por exigir a pré instalação de aplicações móveis em smartphones.

Em Agosto do ano passado, a FAS impôs à Google de pagar uma multa de quase 8 milhões de dólares, que anda se mantém apesar do acordo agora anunciado, sublinha o relatório da entidade governativa russa. O prazo de pagamento estende-se até seis anos e nove meses.

O acordo foi confirmado pela Google, refere a Reuters, e a empresa afirma que está motivada em manter “interesse em todas as partes envolvidas”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor