Google, IBM e Lyft lançam projeto open source Istio

CloudOpen-SourceProjetosSoftware

As companhias anunciaram o lançamento da plataforma open source Istio, que oferece aos programadores uma forma de conectar, proteger, gerir e monitorizar as redes de diferentes microserviços na nuvem.

De acordo com as três tecnológicas, a Istio foi desenvolvida para endereçar os desafios que surgem com a integração de aplicações baseadas em microserviços nos sistemas já existentes, como a segurança e compliance. O desenvolvimento da solução esteve a cargo da Google e da IBM e usa o serviço de proxy Envoy da Lyft.

A Istio foi projetada para funcionar como uma camada uniforme de infraestrutura que fica entre o serviço da aplicação e a rede. “Esta camada uniforme de infraestrutura combinada com a implementação do serviço é, comummente, referida por service mesh”, refere o post do blog do projeto.

A Istio é uma plataforma open source colaborativa e, até ao momento, já vários empresas se comprometeram a apoiar o projeto, como a Red Hat, a Pivotal, a Weaveworks e a Tigera

A IBM refere que a solução faz parte da estratégia da companhia de simplificação da forma como os programadores desenvolvem e geram apps cognitivas com containers no IBM Cloud. Este esforço da tecnológica é, também, oportuno  já que os microserviços e os containers ocupam, hoje, um lugar central no desenvolvimento de aplicações de próxima geração. A empresa refere, ainda, que a Istio dá aos CIOs uma poderosa ferramenta para impor requisitos de segurança, políticas e conformidade em toda a empresa.

A Itsio vai estar disponível no IBM Cloud e a versão atual está direcionada para o ambiente Kubernetes, mas as empresas indicaram que pretendem adicionar suporte para outros ambientes, incluindo máquinas virtuais e Cloud Foundry, nos próximos meses. 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor