Google Glass pode tornar-se mais-valia para as empresas

EmpresasNegócios

Várias são agora as startups que estão a questionar-se acerca do potencial do Google Glass como plataforma para aplicações empresariais. Ao que parece, a APX Labs antecipou-se e revelou já as suas intenções para investir no dispositivo. A empresa norte-americana de desenvolvimento de software para smartglasses, é da opinião de que o Google Glass é

Várias são agora as startups que estão a questionar-se acerca do potencial do Google Glass como plataforma para aplicações empresariais. Ao que parece, a APX Labs antecipou-se e revelou já as suas intenções para investir no dispositivo.

google glass

A empresa norte-americana de desenvolvimento de software para smartglasses, é da opinião de que o Google Glass é uma mais-valia para as empresas, e disse hoje ter adquirido dez milhões de dólares numa primeira vaga de financiamentos liderada pela New Enterprise Associates.

A APX avançou que o dinheiro será canalizado para a contratação de mais vendedores e engenheiros.

A Google começou em 2012 a desenvolver o primeiro modelo do Google Glass, e na semana passada a tecnológica realizou vendas de um dia durante as quais os consumidores podiam aquirir os “óculos inteligentes” por 1500 dólares.

Os dispositivos respondem a comandos de voz iniciados pela expressão “OK Glass”.

No início deste mês, a empresa anunciou a Glass at Work, uma iniciativa que visa fomentar, junto de developers, o desenvolvimento de aplicações de âmbito empresarial para os smartglasses da Google.

A APX considera que a tecnoologia de que dispõe pode elevar o Google Glass a outro nível, integrando-o nos locais de trabalho como mais uma ferramenta de labor.

As vendas de dispositivos wearable, nos quais se incluem as classes inteligentes de óculos e relógios, atingirão em 2018 as 111,9 milhões de unidades, e prevê-se que ainda este ano cheguem aos 19 milhões, acordo com estimativas da IDC.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor