Google falha estimativas com queda da publicidade online

Negócios

As receitas da Google no quarto trimestre subiram 15 por cento, mas ficaram aquém das estimativas dos analistas. Os resultados inesperados foram reflexo da queda dos preços da publicidade online e de taxas de câmbio desfavoráveis. Considerando que cada vez mais os utilizadores acedem aos serviços da Google através de dispositivos móveis, e que nestas

As receitas da Google no quarto trimestre subiram 15 por cento, mas ficaram aquém das estimativas dos analistas. Os resultados inesperados foram reflexo da queda dos preços da publicidade online e de taxas de câmbio desfavoráveis.

google

Considerando que cada vez mais os utilizadores acedem aos serviços da Google através de dispositivos móveis, e que nestas plataformas os preços de publicidade digital são habitualmente mais baixos, a Google viu as receitas do seu quarto trimestre caírem. Os analistas esperavam lucros de 18,46 mil milhões de dólares, mas a Google ficou-se pelos 18,10 mil milhões.

O negócio da publicidade digital pode ser considerado a coluna vertebral do fluxo de lucros da Google, pelo que o declínio das receitas neste segmento não surgiram como uma boa nova para a empresa.

O crescimento da esfera dos dispositivos móveis faz com que o Facebook, cujas receitas de publicidade digital no último trimestre duplicaram face a 2013, comece a tornar-se uma força cada vez mais ameaçadora para o negócio da Google.

A gigante tecnológica afirmou que, em comparação com o último trimestre de 2013, o preço dos seus espaços publicitários decresceu três pontos percentuais, embora o número de “cliques” nos anúncios que promove tenham subido 14 por cento.

A Google terá de delinear outra abordagem estratégica ao mercado da publicidade online, caso queira conservar a sua relevância no setor e não ser ensombrada por rivais setoriais como, por exemplo, o Facebook.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor