Google doa 5 milhões de euros em tecnologia para refugiados

ChromebookEscritório
0 0 Sem Comentários

Como parte das suas iniciativas de ajuda humanitária, a Google anunciou que vai doar dezenas de milhares de portáteis Chromebook aos refugiados que chegaram à Alemanha.

A doação, no valor total de cinco milhões de euros, será feita através do Project Reconnect, um programa concebido pela NetHope para equipar as organizações sem fins lucrativos com tecnologia. A ideia é dar aos refugiados uma oportunidade de se ligarem à internet e terem acesso a educação, através dos Chromebooks da Google.

Na publicação onde partilha a iniciativa, a diretora da Google.org Jacqueline Fuller conta a história de Ahmed, um estudante de economia que veio da Síria no ano passado. “Ele deixou a sua família e os seus estudos para trás para encontrar um futuro melhor na Europa. Em segurança em Berlim, o seu sonho é continuar os estudos e eventualmente tornar-se professor numa universidade alemã”, partilha a responsável.

“Queríamos fazer alguma coisa para ajudar nos desafios de longo prazo dos refugiados”, justifica a responsável, sublinhando que “os Chromebooks já provaram serem apropriados para propósitos educativos.”

Entre as vantagens destes portáteis estão a possibilidade de correr aplicações de educação ou línguas, o facto de estarem sempre a ser atualizados, e poderem ser configurados e geridos por um administrador central. “Por exemplo, podem correr um jogo educativo para crianças, um curso de línguas para jovens adultos ou até apresentarem informação sobre o processo de pedido de asilo numa homepage pré-definida.”

As organizações sem fins lucrativos que quiserem receber estes portáteis poderão candidatar-se no site do programa. Fuller termina o texto elogiando o “trabalho incrível” que estas organizações e os seus trabalhadores estão a fazer.

No ano passado, a Google procedeu a várias iniciativas de ajuda humanitária, com donativos e o envolvimento com organizações de emergência, incluindo a criação do projeto open source “Crisis Info Hub.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor