Google consegue patente para personalidades robóticas

EmpresasNegócios

Uma nova patente da Google revela a vontade em expandir os horizontes da robótica ao equipar estes equipamentos não só com inteligência suficiente para levar a cabo várias tarefas mas também com uma personalidade. O desenvolvimento de diferentes humores é só uma das possibilidades. E se um robot pudesse ter exatamente a mesma personalidade de

Uma nova patente da Google revela a vontade em expandir os horizontes da robótica ao equipar estes equipamentos não só com inteligência suficiente para levar a cabo várias tarefas mas também com uma personalidade. O desenvolvimento de diferentes humores é só uma das possibilidades.

robot

E se um robot pudesse ter exatamente a mesma personalidade de alguém que já morreu? Ou se um robot pudesse sentir felicidade ou tristeza com base no mundo que o rodeia? A Google quer acabar com estas suposições e passar à prática.

A empresa conseguiu uma patente para “métodos e sistemas para o desenvolvimento de personalidades robóticas” e dá mais um passo neste setor. A patente, disponível apenas para os Estados Unidos, explica que um robot pode, de facto, ser mais do que um equipamento técnico e conseguir possuir uma personalidade ou até mesmo várias.

Em causa está a personalização do robot dotando-o não só de inteligência factual mas também de inteligência emocional, traços e características humanas. O programador poderia adaptar o robot para que este tenha as qualidades que este entender e até mesmo construí-lo de modo a assemelhar-se a alguém que já tenha morrido.

Surge, assim, o conceito de clone associado à possibilidade de replicar alguém que já não esteja vivo mas também associado à hipótese de transferir a personalidade de determinado robot para outro. Isto significa que a mesma personalidade poderá existir em vários equipamentos físicos diferentes para que o proprietário desse robot possa ter ao seu dispor aquela personalidade em qualquer local em que se encontre. Basta fazer download.

Para além das diferentes personalidades que pode assumir e da sua portabilidade, este robot, a ser construído pela Google, poderá ainda ser capaz de distinguir diferentes humores e agir de acordo com eles. A patente explica que a felicidade ou a tristeza, por exemplo, podem ser despertadas através de pistas que o robot detete.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor