Google adopta novas medidas para garantir segurança online

Segurança

Por ocasião do mês europeu da cibersegurança, a Google anuncia novas medidas de segurança para os seus produtos. Hoje, a tecnológica lançou uma actualização e renovação da Verificação de Segurança, novas protecções anti-phishing para Chrome e o Programa de Protecção Avançada para o Gmail.

“A segurança é algo omnipresente para todos nos dias de hoje e com as notícias que vão surgindo de vez em quando, é possível que surjam preocupações com a sua informação on-line. Mas uma coisa asseguramos: a sua informação na Google está protegida com as melhores protecções do planeta, e não vamos parar de melhorar essas mesmas protecções de forma a garantir que a sua informação permanece intacta e segura”, indicou Yafit Becher, Security Checkup Product Manager and Emily Schechter, Chrome Security Product Manager, num post no blog da empresa.

Verificação de Segurança anunciada hoje oferece um guia personalizado para ajudar o utilizador a melhorar a segurança da sua conta Google, deixando de ser uma mera  lista de verificação passiva.

A ferramenta disponibiliza um status de segurança directo e conciso e recomendações personalizadas para fortalecer a segurança da conta do utilizador e  vai continuar a evoluir à medida que surgem novas ameaças.

O Google Safe Browsing ajuda a proteger os utilizadores do Chrome dos ataques de phishing e, de acordo com a empresa, protege mais de três mil milhões de dispositivos com alertas quando estão prestes a visitar sites perigosos ou a descarregar documentos perigosos mas nem sempre consegue acompanhar a rapidez dos cibercriminosos.

Assim, a Google vai lançar protecção preditiva de phishing para o Chrome que permite fazer previsões sobre os risco em tempo real. Em breve, quando o utilizador digitar os seus dados Google (username e palavra-passe) num site suspeito será avisado do risco, sendo que estas protecções serão aplicadas mesmo se o utilizador utilizar um browser diferente.

Além disso, a tecnológica está a planear alargar a protecção de phishing preditiva a todas as outras palavras-passe que o utilizador guarde no gestor de passwords no browser da Google e também permitir a outras aplicações e browsers que utilizem a tecnologia Safe Browsing.

Por último, a Google indicou que passou a disponibilizar, aos utilizadores de Gmail, o Programa de Protecção Avançada.  Esta ferramenta proporciona segurança mais forte a todos aqueles que estão sujeitos a um elevado risco de ataque e pretendem uma protecção maior para as suas contas pessoais.

A partir do momento que um utilizador se regista no Programa de Protecção Avançada, a empresa irá actualizar continuamente a segurança da sua conta de modo a responder a ameaças emergentes. 

O produto foi especialmente pensado para um grupo pequeno de utilizadores para quem uma violação de segurança teria consequências bastante abrangentes, quer seja nas suas vidas pessoais, no seu negócio ou mesmo no seu país, como o caso dos jornalistas que necessitam de proteger a confidencialidade das suas fontes. Mas qualquer pessoa com um conta pessoal Gmail pode inscrever-se neste programa.

“O programa irá utilizar sempre a linha de defesa mais forte que a companhia tem para oferecer. No início, o programa vai focar-se em 3 eixos: a defesa mais forte contra phishing, partilha da sua informação apenas com apps confiáveis e bloqueio do acesso fraudulento à conta.”, indicou Dario Salice, Advanced Protection Product Manager da Google.

Uma das defesas contra o phishing será a utilização de Chaves de Segurança, ou seja, pequenos dispositivos USB ou sem fios que farão parte da verificação em dois passos para aceder à conta.  Quanto ao bloqueio do acesso fraudulento à conta, segundo a Google foram implementadas etapas extra para evitar que hackers se passem por utilizadores fingindo terem as contas bloqueadas. Isto inclui revisões e solicitações adicionais de modo a obter mais detalhes sobre a forma como foi perdido o acesso à conta. A Protecção Avançada exige, ainda, que o utilizador registe uma chave de segurança de backup adicional, antes de se inscrever.

Estas são as primeiras medidas anunciadas mas outras surgiram ao longo do mês. A Google quer, assim, manter-se e às suas aplicações em segurança e o mais possível imunes às crescentes e cada vez mais sofisticas ameaças cibernéticas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor