Google abre candidaturas para prémios Rise 2016

Negócios

A Google acaba de abrir as candidaturas à edição deste ano dos Rise Awards, cuja missão é atribuir bolsas para organizações sem fins lucrativos que promovam a educação em ciências computacionais para raparigas e minorias com pouca representação.

O prazo de candidatura decorre até 19 de fevereiro e pode ser consultado no site da Google dedicado aos prémios. No ano passado, a empresa distinguiu os projetos de 37 organizações de 17 países um pouco por todo o mundo. Nenhum prémio veio para Portugal, mas aqui ao lado, em Espanha, a Universidad Rey Juan Carlos recebeu uma das bolsas.

“Precisamos que mais estudantes com vários backgrounds tenham acesso às áreas das ciências da computação de modo a que possam ser criadores e não apenas consumidores da tecnologia de amanhã”, escreveu Nicky Rigg, que lidera o programa Rise Awards. O problema, considera, é que muitos estudantes não têm sequer oportunidade de estudar ciências da computação nas escolas.

“Aprender Ciência Computacional promove competências valiosas para solucionar problemas que os estudantes podem depois aplicar em qualquer área de estudo”, continua, lamentando a “percepção negativa” que muitos estudantes têm sobre a área. Os prémios Rise pretendem mudar isto, encorajando um interesse que de outra forma provavelmente não surgirá.

O texto cita ainda Kevin Smith, engenheiro de desenvolvimento de produto na ELiTE Education: “Todas as pessoas abordam os problemas de formas diferentes e caso possua apenas um certo tipo de conhecimento tecnológico, então falta-lhe uma grande parte da solução.”

Além destas bolsas, a Google organiza outras iniciativas em torno das educação e Ciências da Computação. Por exemplo, os prémios para professores CS4HS (Computer Science for High School) que também têm as candidaturas abertas neste momento.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor