GoFundMe lança campanha de crowdfunding para vítimas em Bruxelas

e-Commercee-Marketing

A plataforma de crowdfunding GoFundMe abriu uma campanha para angariar 100 mil dólares que servirão para apoiar as vítimas dos ataques terroristas em Bruxelas.

A GoFundMe é normalmente usada para campanhas individuais, muitas vezes relacionadas com problemas de saúde, educação e ações de solidariedade; neste caso, a iniciativa é da própria plataforma, que doou 25 mil dólares à partida. Nas primeiras seis horas de campanha, já tinham sido levantados mais de 5 mil dólares adicionais, com quase duas centenas de contribuições. A maioria doa 10 ou 20 dólares.

“A nossa comunidade de doadores tem sido sempre rápida a agir quando a tragédia acontece em qualquer parte do mundo”, explica o CEO da GoFundMe, Rob Solomon. “Já estávamos a receber questões da comunidade sobre o que podiam fazer para ajudar as vítimas dos horríveis ataques terroristas que aconteceram em Bruxelas”, adianta, “e iniciámos esta campanha para direcionar rapidamente o apoio online às vítimas e às suas famílias.” Solomon partilhou ainda as condolências da empresa ao povo belga e às vítimas.

Os fundos da campanha serão transferidos para a organização de solidariedade para com as vítimas e as famílias assim que esta for designada.

Não é a primeira vez que a comunidade se junta em momentos de crise. Em dezembro, quando dois terroristas atacaram dezenas de pessoas em San Bernardino, Califórnia, uma iniciativa similar levantou 150 mil dólares; também no ano passado, quando o Nepal foi atingido por um tremor de terra devastador, a GoFundMe angariou 7 milhões de dólares de apoio. E na crise da água contaminada com chumbo que está a afetar a cidade de Flint, no estado do Michigan, os doadores juntaram quase meio milhão de dólares em poucas semanas.

A campanha está disponível neste link.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor