Glintt aposta em plataforma digital competitiva para portos

CloudData-StorageEmpresasNegóciosSoftware

A propósito da Conferência Internacional da European Sea Ports Organisation, realizada no passado mês de maio, a Glintt apresentou, a mais de 240 autoridades portuárias, a primeira plataforma digital competitiva para portos – o Portopia Service Cloud. Sendo arquitetada para potencializar o big data, o Portopia Service Cloud é 100% assente em tecnologias open-source, recolhendo

A propósito da Conferência Internacional da European Sea Ports Organisation, realizada no passado mês de maio, a Glintt apresentou, a mais de 240 autoridades portuárias, a primeira plataforma digital competitiva para portos – o Portopia Service Cloud.

portopia

Sendo arquitetada para potencializar o big data, o Portopia Service Cloud é 100% assente em tecnologias open-source, recolhendo e sistematizando largos volumes de dados – estruturados e não estruturados – valorizados com modelos analíticos concebidos para potenciar a assertividade da decisão no contexto portuário.

“Esta plataforma potencia a capacidade de tomada de decisão dos decisores portuários, uma vez que, dispõe de ferramentas de benchmarking e modelos de forecast sobre as diferentes perspetivas multidimensionais relacionadas com a economia portuária. Atualmente, não existe nenhum serviço que disponha destas potencialidades de forma eletrónica. No atual estado de arte, os portos dependem dos resultados dos estudos e dos dados de plataformas como o Eurostat que são disponibilizados com dois anos de atraso o que, na nossa opinião, é manifestamente insuficiente para cobrir as necessidades de um setor tão competitivo e tão relevante para o comércio mundial” disse Hugo Metelo Diogo, da Glintt, em entrevista ao Fibra.

O Portopia Service Cloud é uma das contribuições da Glintt Inov – empresa do grupo Glintt – para o projeto Portopia, cuja ambição é a implementação do primeiro Observatório Europeu dos Portos, desafio em que a tecnológica portuguesa “embarcou” há cerca de um ano.

Com este contributo tecnológico, a Glintt pretende desenvolver esforços no sentido de atrair os mais prestigiados especialistas em economia portuária. Nesse âmbito, irá promover um conjunto de workshops entre os dias 16 e 18 de setembro nos quais estão confirmados vários especialistas da área e também decisores dos principais portos europeus, como Antuérpia, Roterdão, Hamburgo, Livorno, Veneza, Barcelona, La Spezia, Zeebruge, Marselha, entre outros.

Adicionalmente, entre os dias 18 e 19 de setembro, Lisboa acolherá, a reunião magna do Comité Estatístico e Económico dos Portos Europeus que, terão em discussão a avaliação de tendências de mercado e as estratégias de cooperação em matéria de partilha e harmonização de dados estatísticos.

Através da sua ligação ao projeto Portopia e à organização destes eventos em território nacional, a Glintt pretende assim manter uma forte aposta no investimento em investigação e desenvolvimento tecnológico aplicado à Economia do Mar, tentando ajudar a reposicionar Portugal no panorama marítimo global.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor