GFT promove mudanças com foco em fintechs e startups

FinançasInovaçãoNegóciosStartup
0 0 Sem Comentários

A GFT, companhia de TI especializada no setor financeiro, anunciou duas mudanças nas suas estruturas globais focadas em inovação de fintechs e startups.

A primeira trata-se da inauguração do recentemente ampliado e renovado Digital Innovation Lab, localizado em Sant Cugat del Vallès, em Espanha, que foi reformulado para incentivar a inovação por meio da co-criação. O objetivo é oferecer um espaço aberto a organizações bancárias e startups, principalmente as fintechs.

Além disso, o Digital Innovation Lab dispõe de instalações que simulam situações reais da vida quotidiana, nas quais a tecnologia já está a mudar a forma de interação entre as pessoas, como por exemplo, uma loja com opções de compras on-line para combinar a experiência digital omnichannel com cenários de compras físicas ou um espaço que simula uma casa, onde é possível criar uma série de cenários de interação entre bancos e clientes que usam dispositivos móveis, como smartphones ou através de canais mais convencionais.

“Com a evolução do LAB de Barcelona, todo o grupo tem a ganhar”, destaca o diretor Latam da GFT, Marco Santos. “A capacidade de demonstrar soluções disruptivas com foco no cliente para diversos segmentos está muito aumentada agora: mais fintechs poderão expor as suas soluções e, desse modo, complementarão as jornadas desenhadas e mais tecnologias inovadoras poderão ser testadas. Como esse trabalho é partilhado entre os Labs, todos terão acesso aos ganhos proporcionados”, pontua.  

O segundo investimento trata-se da expansão do campus de inovação CODE_n, que funciona como um hotspot para a comunidade pioneira digital em Stuttgart, na Alemanha, o mesmo local onde a companhia mantém a sua sede.

Serão instalados 14 novos espaços, que poderão ser utilizados como salas ou escritórios por startups selecionadas. O CODE_n SPACES fornece um espaço para startups digitais, equipas de inovação de empresas internacionais e gestores com experiência prévia em empreendedorismo.

O conceito irá incluir um lounge relaxante e uma área comum equipada e salas modernas. “Ainda há uma forte procura por ambientes e locais de trabalho adaptáveis e dinâmicos – não apenas para startups, mas também para equipas de inovação de empresas já estabelecidas”, afirma Ulrich Dietz, CEO da GFT e mentor da CODE_n.

No CODE_n, as startups também vão encontrar oportunidades de networking e acesso a know-how. As startups de qualquer setor da indústria podem candidatar-se online a qualquer momento. O principal requisito é ser um modelo de negócio convincente e bem encaminhado, e de preferência baseado nas tecnologias mais recentes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor