Gastos em infraestrutura de TI na nuvem vão crescer 18,2% em 2017

CloudData CenterVirtualização
0 19 Sem Comentários

Os gastos mundiais em produtos de infraestrutura de TI na nuvem vão atingir 44,2 mil milhões de dólares em 2017, o que representa um crescimento de 18,2%. Os dados são do mais recente relatório da IDC para o segmento, que abrange servidores, armazenamento empresarial e switches Ethernet.

A maior parte dos gastos – 61,2% – será feita por centros de dados para nuvem pública, enquanto os ambientes de nuvem privada irão contribuir para 14,6% do montante total. O aumento da adoção de estratégias de nuvem privada e híbrida nos centros de dados corporativos levará os gastos em infraestrutura de TI para implementações “on-premises” a crescer 16,6%.

Por comparação, os gastos em infraestruturas tradicionais cairá 3,3% em 2017; ainda assim, representará a maior fatia de gastos por utilizador final – 57,1%.

“Nos próximos trimestres, o crescimento dos gastos em infraestrutura de TI na nuvem será impulsionado por investimentos feitos por novos data centers hiperescaláveis a abrir em todo o mundo e a aumentar a atividade de provedores regionais e de segunda linha”, explica a diretora de pesquisa em armazenamento da IDC, Natalya Yezhkova.

“Outro impulso significativo dos gastos totais em infraestrutura de TI na nuvem virá das nuvens privadas on-premises, uma vez que os utilizadores finais continuam a aumentar o seu conhecimento e experiência na implementação e gestão de TI na nuvem dentro dos seus próprios data centers”, complementa.

Em 2017, os gastos para infraestruturas off-premises vão crescer a dois dígitos em todas as regiões. No entanto, boa parte dos gastos dos utilizadores finais (57,9%) ainda será dirigida a infraestruturas on-premises , combinando nuvem privada e TI tradicional. Todas as regiões verão um movimento para a cloud privada, sendo que a fatia de mercado do TI tradicional irá ser reduzida.

O segmento de crescimento mais rápido é o dos switches Ethernet, com uma subida de 23,9%. Já o armazenamento dará um salto de 23,7% e os gastos com servidores vão evoluir 13,6%. Nos três segmentos, os gastos em nuvens privadas crescerão mais rapidamente que os da cloud pública.

A longo prazo, a IDC prevê que o investimento em infraestrutura de TI na cloud off-premises cresça a um ritmo anual composto de 14,2%, atingindo 48,1 mil milhões de dólares em 2020. Os data centers públicos pesarão 80,8% nesse montante.

Combinando com a nuvem privada on-premises, os gastos totais em infraestrutura irão crescer 13,9% ao ano, ultrapassando a infraestrutura tradicional (não cloud) em 2020.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor