Galaxy Alpha: o concorrente do iPhone 6?

MobilidadeNegócios

A Samsung apresentou hoje o seu novo Galaxy Alpha, o último smartphone lançado pela tecnológica sul-coreana que evidencia uma reconfiguração dos padrões de estética dos seus antecessores. O Galaxy Alpha exibe um design elegantemente sofisticado envolto numa moldura metálica, conservando todas as caracteríticas que o tornam um membro digno da família Galaxy. De acordo com

A Samsung apresentou hoje o seu novo Galaxy Alpha, o último smartphone lançado pela tecnológica sul-coreana que evidencia uma reconfiguração dos padrões de estética dos seus antecessores.

galaxy alpha

O Galaxy Alpha exibe um design elegantemente sofisticado envolto numa moldura metálica, conservando todas as caracteríticas que o tornam um membro digno da família Galaxy.

De acordo com Tiago Flores, diretor da divisão de Marketing de Produtos da Samsung Portugal, “trata-se da combinação perfeita de inovação, funcionalidades mas, sobretudo, de design”. O executivo advoga que o novo dispositivo ditará o início de uma nova etapa na experiência de utilização de um smartphone.

A Samsung, com este lançamento, evidencia indubitavelmente um redirecionamento da empresa a nível de estética, imbuindo os seus Alpha de uma sofisticação estético-tecnológica, que se destaca pela moldura de metal, pelos cantos curvos e pela suave textura da capa traseira.

Os smartphones estão dotados de ecrãs HD Super AMOLED de 4,7 polegadas, de um processador Octa core de 3,1 GHz, e operam sobre o sistema Android KitKat.

Para além de uma câmara traseira de 12 MP e uma dianteira de 2,1 MP, o Galaxy Alpha é o “peso-pluma” da cena dos smartphones pesando apenas 115 gramas, o que faz com que mal o sintamos no bolso.

Apesar de todas as fabricantes de smartphones criticarem as suas estimadas rivais relativamente às dimensões dos ecrãs dos dispositivos, todas acabam por seguir as mesmas linhas de produção. Depois de a Samsung ter ditado que os ecrãs de grandes dimensões seriam o fututo, com o lançamento do Note (5,3 polegadas), apresentou agora um telemóvel que reduz-se às dimensões do iPhone 6 da Apple.

Podemos então dizer, mediante uma observação das evidências que se nos apresentam diante dos nossos olhos, que à medida que os dispositivos da Samsung diminuem, os da Apple aumentam, numa proporcionalidade inversa, num jogo do “Gato e do Rato”, que confunde o consumidor e que muitas vezes o leva a optar pelo smartphone errado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor