Fujitsu vai investir 1,5 mil milhões em cloud

CloudNegócios

Um ano após o lançamento global da sua Cloud Initiative, a Fujitsu está a reforçar o seu compromisso em desbloquear as vantagens de inovação empresarial, rentabilidade e agilidade proporcionadas pela cloud a clientes de todo o mundo, pelo que anunciou um investimento de cerca de 1,5 mil milhões de euros nesta área para os próximos

Um ano após o lançamento global da sua Cloud Initiative, a Fujitsu está a reforçar o seu compromisso em desbloquear as vantagens de inovação empresarial, rentabilidade e agilidade proporcionadas pela cloud a clientes de todo o mundo, pelo que anunciou um investimento de cerca de 1,5 mil milhões de euros nesta área para os próximos dois anos.

Fujitsu_Datacenter

Segundo a Frost & Sullivan, o mercado global de cloud computing deverá alcançar cerca de 63 mil milhões de euros em 2016, depois de em 2013 ter atingido os 26,5 mil milhões de euros, estando a expandir-se a uma taxa anual de 33,4%. E embora o PaaS continue a crescer e o SaaS continue a ser o serviço cloud mais popular junto dos utilizadores, espera-se que o IaaS cresça a um ritmo de 40% ao ano no período de 2013/16.

Atenta a estes dados, a Fujitsu pretende apoiar os seus clientes onde quer que eles estejam no seu percurso cloud, com um foco estratégico no alargamento do seu portfólio cloud, facilitando a adoção da ‘nuvem’ a par de sistemas tradicionais (não-cloud) e fazendo a gestão de ambos de forma coerente, num ambiente TI híbrido. Para tal, o fabricante investiu numa série de soluções. Uma delas é o Fujitsu Cloud IaaS Trusted Public S5, que está disponível globalmente a partir de sete data centers em seis países, com um aumento de 38% na capacidade durante o ano de 2013, e um aumento de mais 77% planeado para este ano, o que inclui mais dois data centers no Reino Unido e nos EUA.

A Fujitsu conta também com o Cloud IaaS Private Hosted, que está disponível globalmente com um aumento de 88% na capacidade face a 2012, com quatro novos data centers surgidos no Canadá, Tailândia, Espanha e Portugal, e a expansão dos data centers existentes na Austrália, China e Finlândia. Para 2014, a Fujitsu tem novas implementações IaaS Private Hosted planeadas para dois novos locais nos Estados Unidos (na Costa Leste e na Costa Oeste), além de implementações adicionais em seis locais na Europa e na Ásia, bem como a expansão em três regiões onde já marca presença.

Outro destaque é o Fujitsu Cloud PaaS RunMyProcess, que agora está implementado a nível global como componente chave da plataforma de próxima geração da Fujitsu, integração de sistemas e negócios de outsourcing, após a aquisição da RunMyProcess em Abril de 2013. Assente numa plataforma cloud que visa eliminar as barreiras tecnológicas à transformação digital, a Fujitsu quer permitir que os seus clientes criem novos sistemas conectados que desbloqueiam as vantagens da digitalização de processos em ambientes nas instalações, na cloud e móveis.

O Fujitsu Cloud IT Management as a Service funciona em parceria com a CA Technologies. A geração 7.5 do serviço de Monitoring está agora disponível e uma nova versão da solução Service Desk estará disponível durante este Verão.

Já o Fujitsu Cloud Backup as a Service funciona em parceria com a EVault. Entre as novas funcionalidades destaca-se um dispositivo para proteção de dados ligado à cloud para que os dados possam ser armazenados num local específico. Isto significa que os clientes podem ir ao encontro de requisitos específicos de conformidade e governance para dados, proporcionando flexibilidade acerca do modo como a solução de recuperação de dados é implementada.

Por sua vez, o Private Cloud Infrastructure consiste num conjunto de soluções anunciado em Novembro do ano passado e que será alargado durante 2014 com soluções que usam tecnologia de software Fujitsu, OpenStack e VMware.

O Fujitsu Cloud Managed Hosting visa fornecer os serviços geridos que permitem que os clientes maximizem o seu investimento em Cloud IaaS ou Private Cloud Infrastructures, sem necessitarem de gerir eles mesmos as infraestruturas e recursos associados, como o sistema operativo, a base de dados e a segurança. Este serviço ficará disponível em mais países durante este ano.

Por fim, a Fujitsu Cloud Integration Platform, que foi pré-anunciada em Novembro passado como a abordagem do fabricante para ajudar os clientes a gerir ambientes TI híbridos com sistemas cloud e não-cloud. Esta solução visa permitir que os clientes adotem serviços cloud necessários às suas necessidades de negócio, sejam da Fujitsu ou de terceiros, e depois agrega-os, integra-os e gere-os, a par de sistemas existentes nas instalações e na cloud. Com um Early Adopter Program em curso, a Fujitsu está a planear implementar a plataforma de forma faseada a nível global.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor