Fujitsu integra plataforma de leitura da palma da mão

EmpresasMobilidadeNegóciosSegurançaSmartphones

A Fujitsu integra leitura de palma da mão como forma de identificar o utilizador através de uma plataforma PalmSecure. A Fujitsu incorpora a leitura da palma da mão, como meio de verificar a identidade de um utilizador, através de uma plataforma PalmSecure que usa uma luz infra-vermelha de modo a definir os pontos essenciais nas

A Fujitsu integra leitura de palma da mão como forma de identificar o utilizador através de uma plataforma PalmSecure.

hand-palm-print-grey-on-black-backgroundA Fujitsu incorpora a leitura da palma da mão, como meio de verificar a identidade de um utilizador, através de uma plataforma PalmSecure que usa uma luz infra-vermelha de modo a definir os pontos essenciais nas veias existentes logo abaixo da superfície da palma da mão.

Para o funcionamento dos sensores tem de haver sangue a fluir nas veias como meio de autentificação, já que os padrões da palma da mão de cada pessoa é unico.

“No futuro esperamos eventualmente ter estas unidades incorporados em smartphones”, afirma um porta-voz da Fujitsu.

A tecnologia biométrica adotada pela Fujitsu tem uma percentagem predisposição para falsificações de exatamente o,oooo8 por cento. A tecnologia teve o seu inicio em 2004 nas caixa multibanco do Bank of Tokyo-Mitsubishi.

A Fujitsu acabou por reduzir o tamanho dos leitores para os colocar em portáteis, recentemente uma nova versão do tamanho de um selo foi incorporada em tablets.

Esta nova e substanciada versão vai ser incluída em cerca de dois mil dispositivos fornecidos a grupos como Fukuoka Financial, o banco Kumamoto e o banco Shinwa.

A questão de interesse para os bancos é o facto da leitura da palma da mão permitir-lhes verificar e comprovar identidades em caso de desastres naturais se os títulos bancários ou de identificação forem extraviados.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor