Fujitsu desenvolve o primeiro sensor de gás do mundo

Inovação
0 5 Sem Comentários

O Fujitsu Laboratories, centro de investigação subsidiário da Fujitsu, anunciou o desenvolvimento do primeiro sensor de gás do mundo, com utilização de grafeno, o que permite a deteção de poluição atmosférica em tempo real.

O sensor de gás opera com um novo princípio, em que um transistor de silício é substituído por grafeno. Este material em que os átomos de carbono estão dispostos numa folha de um átomo de espessura, ajuda a medir componentes específicos dos gases.

A solução é dez vezes mais sensível ao dióxido de nitrogénio (NO2) e a Fujitsu acredita que a nova tecnologia permitirá medições em tempo real da qualidade do ar.

Além disso, a empresa está a planear desenvolver um sensor altamente sensível e portátil que pode ser usado como um termómetro para medir gases presentes na respiração humana para detecção precoce de doenças.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor