Fujitsu Apresenta Solução de Servidor para VMware EVO: RAIL

Data-StorageEmpresasNegócios

A Fujitsu anuncia a sua primeira infra-estrutura hiper-convergente optimizada para VMware EVO: RAIL. Como sistema escalável desenhado para responder às necessidades crescentes de sistemas TIC, o novo Fujitsu Integrated System Appliance para VMware EVO: RAIL permite mais agilidade e maior flexibilidade. Procurando responder às queixas dos utilizadores, reveladas pelos estudos mais recentes, que referem a

A Fujitsu anuncia a sua primeira infra-estrutura hiper-convergente optimizada para VMware EVO: RAIL. Como sistema escalável desenhado para responder às necessidades crescentes de sistemas TIC, o novo Fujitsu Integrated System Appliance para VMware EVO: RAIL permite mais agilidade e maior flexibilidade.

FUJITSU Integrated System Appliance para VMware EVO RAIL

Procurando responder às queixas dos utilizadores, reveladas pelos estudos mais recentes, que referem a lenta disponibilização de recursos de computação e de armazenamento para responder às necessidades, bem como questões de funcionalidade e consequentes custos mais elevados do que o previsto para os departamentos de TIC internos, a Fujitsu anunciou o Integrated System Appliance para VMware EVO: RAIL.

Trata-se do primeiro sistema integrado VMware puro da Fujitsu, uma infra-estrutura de data center tudo-em-um fácil de implementar. As empresas que mudam para soluções definidas por software integradas e escaláveis são capazes de explorar novas possibilidades para aumentar a capacidade, acelerar o crescimento e, ao mesmo tempo, tirar partido da flexibilidade e da redução de complexidade resultante da mudança para sistemas dedicados e independentes.

A mais recente novidade da Fujitsu está assente em servidores rack Fujitsu Primergy CX400 e reflete a aposta da marca em reduzir os custos energéticos em até 27 por cento. Graças à tecnologia de design térmico avançado cool-safe, a segunda geração do Fujitsu Integrated System Appliance para VMware EVO: RAIL (que deve chegar no final deste ano) poderá trabalhar a temperaturas ambiente mais elevadas, reduzindo assim as despesas com o arrefecimento.

Cada um destes aparelhos está preparado para encaixar numa rack padrão de um data center e, em termos de densidade informática, é capaz de executar cerca de 100 máquinas virtuais de data center de dimensão média ou aproximadamente 250 máquinas para infra-estrutura de ambiente de trabalho virtual (VDI) de dimensão média.

Os benchmarks VMmark1, utilizados pela indústria para medir a performance e a escalabilidade de aplicações executadas em ambientes virtualizados já dão a liderança à Fujitsu, com os servidores x86, em nove dos treze critérios medidos. A promessa da marca é que o Integrated System Appliance para VMware EVO: RAIL oferecerá um desempenho ainda superior quando a plataforma for actualizada no final deste ano para disponibilizar a próxima geração de processadores Intel Xeon E5-2600 v3 e suporte para DDR4.

Estes resultados e metas estão refletidos nas palavras de Mornay Van Der Walt, vice-presidente de Soluções Emergentes na Vmware que define a Fujitsu como “uma grande marca que proporciona alicerces fortes e transmite confiança aos clientes através do fornecimento de novas soluções assentes na poderosa combinação da conhecida tecnologia de servidores Fujitsu PRIMERGY com o novo software VMware EVO: RAIL”.

A Fujitsu está já a aceitar encomendas com efeito imediato e, inclusivamente, já estão a ser implementados alguns sistemas em clientes do programa de early adopters. Visando a simplificação da complexidade no data center, o Integrated System Appliance para VMware EVO: RAIL é encomendado com uma configuração padrão podendo as empresas acrescentar mais unidades caso procurem ou necesstem de capacidade adicional. O preço dependerá sempre da configuração.

Uwe Neumeier, vice-presidente da Fujitsu para a área de negócio de servidores referiu as boas expetativas da marca relativamente a esta nova aposta: “a Fujitsu está entusiasmada por estabelecer uma parceria com a VMware para apresentar um tipo de tecnologia totalmente novo que promete transformar o data center num activador de negócios fundamental”.

 

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor