FTC anuncia acordo com Apple sobre falhas na App Store

AppsEscritórioMacMobilidade

A empresa Federal Trade Commision chegou a um acordo com a Apple sobre o facto de a App Store da Apple se ter tornado demasiado fácil de usar pelas crianças sem consentimento dos progenitores. Numa conferência dada pela presidente da FTC, Edith Ramirez afirmou que “a Apple não informa nunca os pais das crianças que

A empresa Federal Trade Commision chegou a um acordo com a Apple sobre o facto de a App Store da Apple se ter tornado demasiado fácil de usar pelas crianças sem consentimento dos progenitores.

apple-app-store

Numa conferência dada pela presidente da FTC, Edith Ramirez afirmou que “a Apple não informa nunca os pais das crianças que quando introduzem as senhas nas aplicações, estão basicamente a autorizar pagamentos”. Assim, as crianças movimentaram milhões de dólares em taxas sem o consentimento dos progenitores.

Em resposta a este incidente, o porta-voz da Apple Steve Dowling esclareceu que “proteger as crianças tem sido uma prioridade para a App Store desde o início, e a Apple orgulha-se de ter definido um padrão de ouro para as lojas online, tornando a mesma num lugar seguro para os clientes de todas as idades”.

O acordo estipula que a Apple deve reembolsar os clientes em todos os pagamentos não autorizados, valores que nunca devem ser inferiores a 32,5 milhões de dólares para cobrir as acusações.

A Apple também será obrigada a modificar as suas políticas em torno da App Store. Assim, terá de permitir aos utilizadores formas de estes saberes sempre quando estão a ser cobrados por aplicações, bem como permitir o cancelamento a qualquer momento. Todas estas alterações têm de ser feitas até ao dia 31 de março, segundo a FTC.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor