Ford troca Microsoft por QNX na plataforma automóvel

Mobilidade

A Ford apresentou a mais recente geração de tecnologia automóvel, o Sync 3. A surpresa surgiu quando foi revelado que a tecnologia foi desenvolvida pela QNX e não pela Microsoft Auto, como as versões anteriores. A primeira versão do Sync foi lançada ainda antes da recessão, em 2009. As versões anteriores tinham problemas de resposta

A Ford apresentou a mais recente geração de tecnologia automóvel, o Sync 3. A surpresa surgiu quando foi revelado que a tecnologia foi desenvolvida pela QNX e não pela Microsoft Auto, como as versões anteriores.

sync-3-home-screen, ford

A primeira versão do Sync foi lançada ainda antes da recessão, em 2009. As versões anteriores tinham problemas de resposta e eram bastante lentas. A versão mais recente chega vários anos depois e foi alvo de mudanças drásticas.

De acordo com o CTO da Ford, Raj Nair, a nova plataforma foi desenvolvida durante 18 meses, tendo em conta as opiniões de mais de 22 mil consumidores.

O Sync 3 assemelha-se ao sistema de um tablet, com seis botões na base do ecrã. Também foi tida em conta a grande percentagem de utilizadores com smartphones, que exigiu uma atenção especial à relação do Sync com as aplicações. Para além disso, ainda estão a ser exploradas opções como o Android Auto ou a Apple CarPlay.

O Sync 3 estará disponível nos modelos mais recentes da Ford, a partir do próximo ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor