Foguetão da SpaceX explode minutos após descolagem

InovaçãoInvestigação

O foguetão não tripulado da SpaceX, que levaria mantimentos para a Estação Espacial Internacional (EEI), explodiu momentos após ter descolado, este domingo. Este fracasso surge como um obstáculo à visão do CEO Elon Musk de viagens comerciais até ao Espaço.Space

O foguetão Falcon 9 foi o terceiro veículo de transporte de mantimentos da SpaceX, desde outubro, a não chegar à EEI, tornando claro como a água que viagens rotineiras ultraterrestres são uma mera fantasia, pelo menos por agora.

A Administração Federal de Aviação e a SpaceX estão a tentar determinar o que terá transformado um investimento de milhões de dólares numa bola de fogo cadente.

Elon Musk, diretor executivo da SpaceX, almeja que a sua empresa seja a primeira entidade comercial a realizar o transporte de seres humanos para o Espaço, um bonito sonho que, ao que parece, não se tornará realidade tão cedo. A NASA tem procurado liberalizar viagens espaciais realizadas por empresas comerciais e espera que já em 2020 possam ser feitas expedições através de naves privadas operadas pela SpaceX e pela Boeing.

O responsável pelas operações e explorações humanas da NASA, William Gerstenmaier, afirmou que este incidente servirá para a SpaceX melhorar as suas naves e regressar ainda mais forte. A agência espacial pretende mitigar a sua dependência dos foguetões russos para o transporte de astronautas, que, segundo os seus planos, passará a ser feito mediante veículos produzidos em solo americano. Os Estados Unidos não operam naves tripuladas desde 2011, altura em que a NASA retirou do ativo o seu vaivém espacial.

Oficiais da agência dizem os astronautas abordo da Estação Espacial Internacional têm comida e água suficientes até outubro. Ademais, uma cápsula permitirá que regressem à Terra caso a vida na EEI passe a ser insustentável.

Na semana passada, foi noticiado que, sob os termos de um acordo estabelecido entre a NASA e a Microsoft, dois pares de HoloLens, os óculos de realidade aumentada da tecnológica, seriam levados até aos astronautas da Estação Espacial Internacional abordo de um foguetão que transportaria mantimentos. Parece que não é já que os cosmonautas utilizarão os HoloLens para realizar tarefas de elevada complexidade na EEI.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor