Feira do Livro de Braga recebeu projetos de investigação

EmpresasNegócios

A Feira do Livro da cidade de Braga 2013 recebeu os projetos Bridging Book, TOK e T-Words do laboratório EngageLab, da Universidade do Minho, tendo sido apresentados na Feira. Foi possível experimentar os produtos que surgiram dos projetos, direcionados para o público infantil. Premiado a nível internacional pelo World Technology Awards na categoria de Entretenimento,

A Feira do Livro da cidade de Braga 2013 recebeu os projetos Bridging Book, TOK e T-Words do laboratório EngageLab, da Universidade do Minho, tendo sido apresentados na Feira. Foi possível experimentar os produtos que surgiram dos projetos, direcionados para o público infantil.

RRX_8555Premiado a nível internacional pelo World Technology Awards na categoria de Entretenimento, o T-words consiste num conjunto de caixas que permitem gravar todo o tipo de áudio, desde histórias, frases e rimas, por exemplo. Cristina Sylla, uma das investigadoras responsáveis pelo projeto, explica que “ao juntarmos as caixas, que se ligam através de íman, ouve-se o áudio que foi gravado, sempre da esquerda para a direita. Quando se muda a sequência das caixinhas a sequência que se vai ouvir também vai mudar”. A superfície destas caixas permite que as crianças possam desenhar e apagar sempre que quiserem.

O projeto, que tem também tem a autoria de Sérgio Gonçalves, Pedro Branco e Clara Coutinho, surgiu na conferência Advances in Computer Entertainment, no ano passado. O projeto já tinha recebido críticas bastante positivas, tendo sido posteriormente selecionado para o World Technology Networks, prémio organizado pela CNN, NASDAQ e revistas Time, Fortune e Science.

O TOK, que significa “Toutch, Organize e Kreate”, consiste numa plataforma eletrónica e num conjunto de peças que representam personagens, cenários e objetos, onde “as crianças utilizam as peças para interagir com os conteúdos digitais”, explica Cristina Sylla. “Conforme vão colocando as peças na plataforma eletrónica, as imagens correspondentes aparecem no ecrã do computador. Elas utilizam as peças para contar histórias”.

O Bridging Book, segundo Ana Lúcia Pinto, investigadora no EngageLab, “consiste num livro híbrido que combina um tablet com um livro impresso, sincronizados entre si. De uma forma mais geral, o nosso projeto está dedicado ao desenvolvimento de livros com caraterísticas idênticas para o público infantil”. Este projeto foi referenciado na revista Times por ser compreendido como um bom exemplo que considera a utilização de um meio digital e do livro impresso. Nos próximos meses, contam ter um segundo livro em funcionamento.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor