Feedzai supera patamar de 130 milhões de dólares em contratos em 2016

EmpresasNegóciosSegurança

A Feedzai, start up portuguesa de Inteligência Artificial, superou a barreira dos 130 milhões de dólares em contratos em 2016, o que representa um crescimento superior a 100% face a 2015. Em termos de vendas, a empresa chegou ao 35 milhões de dólares no último ano.

De acordo com o comunicado de imprensa, o crescimento consolida a aceitação mundial da tecnologia “made in” Portugal, no que diz respeito ao combate à fraude em tempo real. A Feedzai colabora com algumas das maiores empresas do mundo de várias indústrias como a banca, telecomunicações, comércio e retalho.

Em 2016, o forte crescimento da Feedzai originou a necessidade de recrutamento de especialistas na área de Engenharia e Data Science. No final do ano alcançou um total de 150 colaboradores, ou seja, mais 70 que em 2015. A empresa pretende juntar 200 novos profissionais à equipa nos próximos anos, acompanhando a expansão da empresa em termos globais. Em 2017, no âmbito das políticas de recursos humanos, a Feedzai prevê investir cerca de 700 mil dólares para a formação dos seus colaboradores.

“O recrutamento de talentos é um dos nossos grandes desafios em 2017, pois estamos à procura das pessoas certas que tenham a capacidade de se juntar à Feedzai para trabalhar com a mais recente tecnologia de Inteligência Artificial e Big Data. Competimos com as maiores empresas tecnológicas na busca deste talento, e orgulhamo-nos de contar com parte do top 1% de talentos na área de Data Science”, afirma Nuno Sebastião, CEO e co-fundador da Feedzai.

O CEO sublinha ainda que “em 2016 [a Feedzai] tinha como objetivo terminar o ano com 175 colaboradores, o que não foi possível porque simplesmente não encontrámos as pessoas certas para se juntarem à empresa. Acredito que os próximos anos serão de crescimento contínuo, mas sempre gerimos a empresa de forma ponderada e os timings certos têm-nos levado ao sucesso”.

Nos últimos dois anos, a Feedzai integrou a lista Tech Tour Growth 50, que destaca as empresas de maior potencial e crescimento na Europa. Os planos da empresa passam pela abertura de novos escritórios nessa zona, e também na Europa, Alemanha, que se juntarão aos existentes em Lisboa, Porto, Coimbra, Londres Nova Iorque e San Mateo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor