Faturação eletrónica na Administração Pública com evento dedicado

EmpresasMobilidadeSoftware

Empresas e Administração Pública preparam-se para dar resposta à obrigatoriedade legal da faturação electrónica nos procedimentos de contratação pública.

A Saphety realizou um evento sobre “Faturação Eletrónica na Administração Pública”, no Centro de Congressos de Lisboa, com cerca de 600 participantes numa audiência composta por entidades públicas e empresas privadas. O evento focou a sua agenda em temas como a nova legislação da fatura eletrónica, soluções tecnológicas disponíveis no mercado e partilha de casos de sucesso. Não esquecendo que a base deste evento é o artigo 299.º-B do novo Código dos Contratos Públicos (CCP) que torna obrigatória a faturação eletrónica na Administração Pública, este evento serviu também como sessão de esclarecimento junto dos principais impactados, ou seja, a Administração Pública e seus os fornecedores.

O tema da conferência ganha especial relevância tendo em conta que se trata de uma alteração legal que abrange todas as Entidades Adjudicantes e Operadores Económicos a nível nacional. Na abertura e mensagem de boas-vindas, Rui Fontoura, CEO da Saphety, explica o motivo da realização do evento cujo objetivo é ajudar as empresas a compreender os principais benefícios da faturação eletrónica e relembrar aos presentes que “a partir de 2019, todas as entidades públicas terão de receber faturas eletrónicas”. A conferência contou ainda com a intervenção de vários responsáveis da Saphety que puderam ajudar a esclarecer este novo paradigma e qual o impacto que este terá em cerca de 40 mil fornecedores do Estado.

A presença e o testemunho de clientes Saphety no evento, já com o projeto de EDI & Electronic Invoicing implementado, constitui um contributo importante para todas as entidades que necessitam de se adaptar.

A faturação eletrónica já é uma realidade, e como refere Rui Fontoura, em discurso direto, “Há muito a fazer e muitas entidades a implementar o sistema neste sentido até ao final do ano mas, como este evento prova, pelo interesse e audiência, assim como pela presença de muitas entidades públicas na assistência, vamos claramente no bom caminho e estou completamente convicto de que o nosso trabalho, a nossa solução, os nossos profissionais, parceiros e a equipa que organizou este evento, trataram de chegarmos ao fim do ano com uma clara sensação de dever cumprido”.