Facebook tem boas novidades para anunciantes

e-MarketingRedes Sociais

O modo como os anúncios surtem efeito para quem visita o Facebook poderá ser diferente das restantes páginas, já que esta rede social opta pela medição de visualizações e coloca os anúncios no feed para que mais pessoas os possam ver. O Facebook anuncia ainda uma nova divisão que pretende dinamizar o modo como os anúncios

O modo como os anúncios surtem efeito para quem visita o Facebook poderá ser diferente das restantes páginas, já que esta rede social opta pela medição de visualizações e coloca os anúncios no feed para que mais pessoas os possam ver. O Facebook anuncia ainda uma nova divisão que pretende dinamizar o modo como os anúncios são apresentados.

facebook mobile publicidade

Um anúncio só tem valor para o anunciante se for visto pelos eventuais clientes, mas em algumas das páginas onde este tipo de estratégia é aplicada, os anunciantes ainda têm de pagar pelos anúncios simplesmente por colocá-los, ainda que não sejam vistos por ninguém. No Facebook não é assim e já não tem sido assim há algum tempo mas a rede social fez questão de o lembrar.

Numa publicação, o Facebook explica que a medida utilizada nesta plataforma pretende medir apenas os anúncios que são, de facto, visualizados e que, por isso, poderão causar algum impacto na mente do utilizador. “Se um anúncio não entra no ecrã, nós não o contamos como um ad impression”, ou seja, um anúncio visto, diz o Facebook e acrescenta que “nos próximos meses, vamos aplicar princípios semelhantes ao conteúdos orgânicos de negócios”.

Esta publicação surge não só para reforçar a política desta rede social relativamente à medição de sucesso dos anúncios, mas também como forma de incentivo para outras empresas seguirem o mesmo tipo de medidas. O Facebook afirma que o “objetivo é trabalhar com o MRC [Media Rating Council], com os parceiros e com os líderes da indústria por todo o mundo para ajudar a aplicar padrões mais aprofundados para sites baseados em feeds como o Facebook, media móvel e novos formatos de anúncios”.

Para além da questão da mera colocação de anúncios versus a sua efetiva visualização, o Facebook apresenta ainda uma novidade que poderá ser benéfica para os anunciantes. A rede social criou uma divisão a que chamou Product Ads, ou anúncios de produtos, que deverá ajudar os anúncios a chegarem ao público pretendido.

O objetivo é apoiar os negócios que existam no Facebook a venderem os seus produtos através de uma apresentação dinâmica baseada nos interesses e historial de cada utilizador. Isto significa que dentro da mesma empresa, deverão ser dadas sugestões de produtos diferentes a diferentes utilizadores.

O Facebook explica, numa publicação, que este era um desafio que empresas com uma vasta gama de produtos enfrentavam já que tornava-se complexo criar campanhas de publicidade que pudessem agradar a todos os clientes. No texto, é dito que esta ferramenta foi pensada “para ajudar os negócios a promoverem múltiplos produtos ou o seu inteiro catálogo de produtos, em todos os dispositivos que os clientes utilizam”.

Uma das formas sob a qual esta ferramenta pode atuar passa pela utilização dos dados recolhidos através das aplicações ou sites da empresa anunciante para que os anúncios sejam personalizados para esses utilizadores no Facebook. A outra forma passa pela possibilidade de atualização dos anúncios de modo a realçar os produtos mais vendidos em determinada semana ou eliminação de artigos que já não existam em stock.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor