Facebook acrescenta lojas e serviços às Páginas

e-MarketingRedes Sociais

O Facebook anunciou o lançamento de duas novas secções nas Páginas, criadas para ajudar as empresas a impulsionarem ações que lhes interessem: uma secção de serviços e uma secção de loja.

A secção de serviços nas Páginas do Facebook passa a estar disponível globalmente para páginas de serviços profissionais e para todas as páginas nas próximas semanas. Permite às empresas que prestam serviços, como SPA canalizadores, apresentarem um menu com o que oferecem nas suas Páginas. É uma aproximação cada vez maior do Facebook ao conceito de ecommerce que tentou no passado e não funcionou.

Para os utilizadores, fica mais fácil encontrarem a informação de que estão à procura e decidirem se querem trabalhar com essa empresa, sem terem de ir pesquisar no site.

Por outro lado, há cada vez maior tendência para as pessoas comunicarem com empresas no Facebook para comprarem produtos offline. É no seguimento desta “tendência comportamento significativa”, como lhe chama o Facebook, que a rede social está a introduzir um botão de mensagem como parte da secção de loja – por enquanto, apenas nos mercados de maior crescimento da rede social. É uma “mensagem com um negócio.”

Esta secção de loja oferece às empresas “uma nova forma de exibir com destaque os produtos que estão disponíveis para venda na sua página”, permitindo que as pessoas “descubram e pesquisem facilmente” os produtos disponíveis. O top 10 de países onde a secção de lojas é usada nas Páginas: Tailândia, Brasil, Vietname, Indonésia, Malásia, México, Filipinas, Índia, Argentina e Taiwan.

Segundo os dados recentes apresentados pela empresa de Mark Zuckerberg, com os resultados do segundo trimestre, 60 milhões de Páginas de pequenos negócios a utilizarem o Facebook numa base mensal. Já o tempo gasto por pessoa aumentou para uma percentagem de dois dígitos no Facebook, Instagram e Messenger (mas ainda abaixo do Pokémon Go).

No total, a rede social é usada por 1,7 mil milhões de pessoas todos os meses e 1,1 mil milhões diariamente. Quanto aos acessos móveis, atingiram os mil milhões por dia em junho, o que reflete um aumento de 22% comparativamente com o ano passado;

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor