Fabricantes de smartphones ameaçados por rivais mais pequenos

MobilidadeNegóciosSmartphones

As vendas de smartphones da Huawei aumentaram cerca de mais de um terço face ao ano passado, atingindo os 11,8 mil milhões de dólares, e denotando um crescendo de poder dos fabricantes de smartphones de menores dimensões face aos veteranos do setor. No ano que prepara-se para terminar, a empresa chinesa, de acordo com Richard

As vendas de smartphones da Huawei aumentaram cerca de mais de um terço face ao ano passado, atingindo os 11,8 mil milhões de dólares, e denotando um crescendo de poder dos fabricantes de smartphones de menores dimensões face aos veteranos do setor.

2013-05-20-smartphones

No ano que prepara-se para terminar, a empresa chinesa, de acordo com Richard Yu, responsável pela divisão de consumo da Huawei, vendeu cerca de 75 milhões de smartphones, valor que, embora reflicta um aumento, ficou atrás dos 80 milhões que estimara vender.

A Huawei, ao lado da Xiaomi e da LG, está a afiar a espada e a polir o escudo para derrubar aqueles que se sentam no trono do setor dos smartphones.

Certo e sabido é que a chinesa Xiaomi tem dado luta à Samsung, esgrimando com um rival de peso que tem raízes fundas e fortes na esfera dos dispositivos mobile. Contudo, parece que o tamanho não importa, e que os smartphones low-cost estão, pelo menos no mercado asiático, a fazer cada vez mais sombra aos telemóveis premium da Samsung.

Resta-nos agora verificar se, de facto, fabricantes como a Huawei e a Xiaomi conseguem manter-se firmes e continuar a crescer.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor