F5 Networks: Agility começa hoje digressão em Viena

CloudSegurança

A norte-americana F5 Networks dá hoje o primeiro “concerto” da sua habitual digressão mundial. Agility é um evento que começa na Europa e passa basicamente por todas as geografias, de resto dando cobertura à presença mundial desta empresa que oferece soluções para o mundo aplicacional, e altamente focada em segurança e cloud. 

* em Viena

Depois de Viena (Áustria), segue-se Beijing e Shanghai (China), Tokyo (Japão), Bangkok (Tailândia), Chicago (USA), Melbourne e Sydney (Austrália), geografia que acolhe este evento em agosto.

Quanto a Portugal, vamos precisamente tentar perceber aqui em Viena que planos tem a empresa para o mercado luso. Neste momento, o distribuidor exclusivo das soluções é a Exclusive Networks e sabemos que os norte-americanos querem apostar no nosso país.

Esta manhã está marcado um encontro com a imprensa no qual os executivos irão fazer um update da companhia e revelar novos produtos.

À tarde abre oficialmente o evento, estando previsto para as 14 horas locais (13 horas em Lisboa) uma apresentação do CEO, John McAdam.

A F5 Networks faturou em 2015 1,92 mil milhões de dólares, o que significa um aumento de 11% em relação aos 1,73 mil milhões registados no ano anterior. A empresa encerrou o seu ano fiscal no último dia de setembro de 2015.

No segundo trimestre fiscal de 2016, encerrado em 31 de março, faturou 483,7 milhões de dólares. O resultado significou um crescimento de 2% sobre a faturação do mesmo período de 2015.

Para o trimestre que termina em 30 de junho, a empresa prevê uma receita de 490 milhões a 500 milhões de dólares. Em comunicado, a F5 avançou que a expectativa é ampliar os ganhos com o lançamento de novos servidores blades VIPRION de 100Gb e com a versão 5.0 da plataforma de gestão BIG-IQ.

Aliás, ontem mesmo, os analistas que cobrem a F5 Networks, Inc. cotada em NASDAQ, reportaram que no próximo ano os ganhos por ação da empresa norte-americana iriam crescer 10,74%. Estes mesmos analistas de Wall Street estão a prever uma mudança EPS (resultado por ação) de 23,00% para este ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor