Europa: Receitas de software vão ultrapassar os 100 mil milhões de dólares

EmpresasFornecedores de SoftwareNegóciosProjetos
0 0 Sem Comentários

Apenas dois dos dez principais fornecedores de software na região são europeus: SAP e Dassault Systèmes. O resto são americanos.

Quando o ano terminar, o mercado de software na Europa Ocidental terá ultrapassado, pela primeira vez, os 100 mil milhões de dólares em receita anual.

Pelo menos é o que diz a consultora IDC, que estima que no primeiro semestre de 2016 já foram conquistados 48 mil milhões. Um  valor que representa um aumento de 4,6% em relação ao primeiro semestre de 2015. Aqui, há que destacar os serviços de nuvem pública, que tiveram um incremento de 33,2%.

“As aplicações colaborativas tiveram um crescimento de dois dígitos na Europa durante o primeiro semestre de 2016,” diz Bo Lykkegaard, vice-presidente associado deSoftware Tracker & Public Cloud Services Tracker da IDC. “A transição para modelos de negócios digitais e o foco na experiência do cliente na Europa também se reflete nas taxas de crescimento, onde os mercados de CRM experimentaram uma taxa de crescimento global de 13% em moedas constantes.”

Os países da Europa Ocidental que obtiveram melhores resultados até agora foram a Alemanha, Holanda, Noruega, Suécia, Suíça e Reino Unido, que nos primeiros seis meses do ano não teve de lidar com o impacto do Brexit.

A IDC revela que apenas dois dos dez principais fornecedores de software na Europa Ocidental são europeus. Trata-se da alemã SAP e da francesa Dassault Systèmes classificadas em quarto e sétimo, respectivamente.

O top 3 vai para a Microsoft, IBM e Oracle, todas empresas norte-americanas. As restantes, norte-americanas, são: VMware, Adobe, HPE, Salesforce.com e SAS.

Convém salientar que o top 10 não chega a controlar sequer metade do mercado de software nesta geografia.

 

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor