UE na dianteira da inovação

Appse-RegulaçãoEmpresasLegalMobilidadeNegócios

O setor das aplicações, segundo especialistas europeus, vai adquirir uma dimensão fulcral no progresso da economia da Europa e nos processos de inovação. Adivinha-se que no espaço de quatro anos a esfera das aplicações consiga originar receitas no valor de quase 70 mil milhões de euros e que seja o motor da criação de 4,8

O setor das aplicações, segundo especialistas europeus, vai adquirir uma dimensão fulcral no progresso da economia da Europa e nos processos de inovação.

apps

Adivinha-se que no espaço de quatro anos a esfera das aplicações consiga originar receitas no valor de quase 70 mil milhões de euros e que seja o motor da criação de 4,8 milhões de novos empregos. Estes resultados, patentes num estudo apresentado hoje em Bruxelas, refletem o estatuto de liderança da União Europeia neste ramo de mercado.

O estudo revela que em 2009 o mercado das aplicações não tinha qualquer dimensão. No presente ano de 2014, este setor vai gerar receitas de 17,5 mil milhões de euros e 1,8 milhões de postos de trabalho.

A investigação da EU diz ainda que se prevê que na próxima meia década o crescimento do mercado das aplicações adquira contornos de uma maior dimensão, chegando mesmo a falar-se numa eventual “explosão” da esfera das aplicações.

O estudo determina que hoje a Europa encontra-se no mesmo pedestal que os Estados Unidos em termos de receitas provenientes do mercado das aplicações. No entanto, nos próximos anos, pode mesmo vir a ocupar a primeira posição ao nível da inovação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor