Etisalat vai lançar a primeira plataforma de IoT do Médio Oriente

InovaçãoM2MOperadoresRedes

O grupo Etisalat, operador de telecomunicações do Médio Oriente, África e Ásia, anunciou que vai lançar a “primeira plataforma de desenvolvimento de aplicações e gestão de dispositivos da Internet das Coisas (IoT) na região do ME”.

A companhia está a trabalhar no projeto em conjunto com dois grandes players da área da IoT: a Oberthur Technologies, empresa de segurança digital francesa, e a ThingWorx, um negócio da empresa de software PTC. Desta colaboração deve resultar uma plataforma que “permite aos clientes desenvolver e utilizar soluções inovadoras de IoT para o crescente mercado de M2M”.

As soluções de IoT e M2M são tecnologias que permitem conectar diretamente dispositivos e sensores a outros sistemas, recorrendo a redes com e sem fios. E, cada vez mais, estes softwares são procurados pelas empresas para melhorar a produtividade e reduzir custos.

Em comunicado, a operadora disse que vai aceder precisamente a estas necessidades com a nova plataforma, que vai permitir fornecer componentes estandardizados para melhorar as operações nas indústrias.

Citando a Mobile World Live, Khalifa Al Shamsi, diretor de serviços digitais da Etisalat, disse que “as plataformas de desenvolvimento de aplicações IoT vão estimular a nossa estratégia de IoT e ajudar a construir muitos serviços inovadores que queremos levar para o mercado”.

“Permitir a automação e a conetividade de milhões de objetos vai transformar o modo como vivemos. Com soluções inteligentes, como já é habitual, a Etisalat fornece hoje as plataformas de desenvolvimento de IoT que vão alimentar o futuro dos negócios e governos”, acrescentou.

A Etisalat tem mostrado interesse no desenvolvimento de “cidades inteligentes” e diz agora que a nova plataforma vai ser “crítica para a concretização” de projetos na área.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor