Estudo revela que pirataria não prejudica indústria de entretenimento

e-MarketingNegócios

Um estudo realizado pela Escola de Economia e Ciência Política de Londres contraria a ideia de que a indústria do entretenimento, e sobretudo a indústria de música e cinema, está a ser prejudicada com a pirataria. Os autores do estudo demonstram que no processo de adaptação a uma nova realidade de mercado, a indústria tem

Um estudo realizado pela Escola de Economia e Ciência Política de Londres contraria a ideia de que a indústria do entretenimento, e sobretudo a indústria de música e cinema, está a ser prejudicada com a pirataria.

piracyOs autores do estudo demonstram que no processo de adaptação a uma nova realidade de mercado, a indústria tem conseguido compensar as quebras nas vendas de CDs e música gravada.

O documento aponta evidências ao contributo dos sites de partilha de arquivos e de outras plataformas de acesso a conteúdos protegidos por direitos de autor, para o crescimento da indústria.

O grupo de investigadores concluiu que há uma “chamada de atenção” para os efeitos das leis que criminalizam o download e partilha de conteúdos protegidos por direitos de autor, onde os resultados alcançados têm comprovado a falta de eficácia deste tipo de medias.

Os investigadores pedem ao governo britânico que leve em conta os dados científicos apurados por entidades independentes em próximas medias sobre o tema.

O estudo foi realizado no âmbito da iniciativa “Media PolicyProject” que tem como objetivo criar documentos académicos acessíveis ao cidadão comum, dando simultaneamente um contributo para o debate político.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor