Estudo prevê aumento de ataques cibernéticos em 2017

Segurança

Segundo o estudo da Aon, 2017 será um ano vulnerável para a ocorrência de ataques informáticos. Como resultado, a procura de seguros que cobrem os prejuízos subiram de forma exponencial.

De acordo com o mais recente estudo da Stroz Friedberg, empresa do Grupo Aon, os ataques informáticos serão mais intensos neste ano. Intitulado “2017 Cibersecurity Predictions”, as maiores ameaças incluem casos de ciberespionagem, um crescente aumento dos ataques que colocam em causa a integridade dos dados, e uma maior ameaça por parte dos ataques relacionados com os dispositivos IoT (Internet of Things).

Os resultados apontam para uma maior incidência dos ataques cibernéticos, fortes impactos ao nível da regulação e uma mudança na forma como as empresas encaram e gerem os riscos cibernéticos. Deste modo, a procura por seguros cibernéticos cresceu de forma excecional, apontando um crescimento anual de 30 a 50%, como reporta o estudo.

No estudo do Grupo Aon sublinha o papel determinante que as empresas devem adotar para a otimização da cibersegurança. Segundo o mesmo estudo é expetável adotem medidas de autoregulação através da criação de normas de segurança mais rigorosas e recurso a serviços de gestão de risco.