Estados Unidos proíbem Galaxy Note 7 em todos os voos

MobilidadeSegurançaSmartphones
0 0 Sem Comentários

É oficial: os passageiros que transportem um Galaxy Note 7 estão proibidos de entrar em voos nos Estados Unido. O desastre do novo smartphone, que a Samsung já decidiu abandonar por completo, continua a prejudicar a reputação da empresa.

A medida de emergência foi acionada no fim de semana, após vários relatos de novos Galaxy Note 7 – ou seja, versões de substituição que deveriam ser seguras – terem pegado fogo.

A Samsung anunciou na semana passada que iria terminar a produção do smartphone por não ter conseguido corrigir completamente o erro que levou aos problemas no início de setembro.

O Departamento de Transportes dos Estados Unidos e outros reguladores decidiram então banir o transporte dos dispositivos dentro de voos no país, quer na mala pessoal quer na bagagem de porão.

“Reconhecemos que banir esses telemóveis das companhias aéreas será inconveniente para alguns passageiros, mas a segurança de todos a bordo do avião deve ser prioritária”, afirmou o Secretário de Transportes, Anthony Foxx, citado pela Reuters.

“Estamos a tomar esse passo adicional apenas porque um incidente de incêndio a meio de um voo apresenta um risco elevado de ferimentos pessoais e coloca muitas vidas em risco”, acrescentou. O Departamento avisou os passageiros que ao tentarem levar seus dispositivos dentro da bagagem de porão estão a aumentar o risco de um “incidente catastrófico.”

“Quem infringir a proibição poderá ser sujeito a um processo criminal, além de multas”, acrescentou o Departamento, avisando que quem tentar levar um Galaxy Note 7 para dentro do avião não poderá embarcar.

A Samsung está a meio a uma nova recall do smartphone, após 96 relatos de problemas de sobreaquecimento só nos Estados Unidos. São dados revelados pela comissão americana que supervisiona a segurança dos produtos de consumo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor