ESPECIAL 2015 | Konica Minolta: Transformação digital projeta resultados financeiros

Negócios

Otimismo. Os últimos 12 meses foram muito positivos para a Konica Minolta que, de resto, tem crescido em vendas desde 2008. “2015 foi um ano em que procurámos manter esta tendência e, apesar do nosso ano fiscal ainda não ter acabado – está ajustado à nossa casa mãe japonesa –, o nosso balanço é para já muito positivo”, disse Vasco Falcão, diretor-geral da Konica Minolta Portugal.

“Por outro lado, foi um ano em que já se viveu bastante a entrada na transformação digital e, sendo a Konica Minolta uma empresa que ajuda as organizações a tornar o seu negócio mais eficiente, sustentável e competitivo, foi desafiante em termos de negócio”.

No negócio, houve mudanças significativas face a 2014, nomeadamente no que toca às vendas de serviços nas duas principais componentes existentes em Portugal: Office Managed Print Services e Commercial & Industrial Printing. “As mesmas continuam em crescimento, sendo cada vez maior o impacto das vendas de Soluções de Gestão de Impressão e Soluções de Enterprise Content Managment. Tal como tive oportunidade de referir, os clientes estão agora mais preocupados com a sua transformação digital e mais conscientes do impacto que esta pode ter na sua produtividade e competitividade”.

Em termos de mercado, Vasco Falcão, salientou o crescimento da procura dos Managed Print Services por parte de todos os segmentos de clientes e o foco no ROI nos momentos de tomada de decisão. “Igualmente maior procura, no âmbito da Transformação Digital, de soluções de Gestão Documental que permitem aos nossos clientes tornarem-se mais competitivos e ágeis nos seus mercados”.

Como objetivos, a Konica Minolta pretende, até 2018, ser uma empresa global vital para a sociedade e uma empresa inovadora, robusta e em constante evolução. Para isso colocou em marcha o plano Transform 2016, no âmbito do qual deverá, por um lado, desenvolver o negócio focando-se nos clientes, ou seja, oferecendo-lhes produtos e serviços à medida que lhes permitam responder ao seu fluxo de trabalho digital e conseguir obter valor acrescentado. Por outro lado, como nos explicou Vasco Falcão, desenvolver um negócio que oferece materiais de alta performance que apenas a Konica Minolta pode oferecer e que ajudam os nossos clientes dos mais diversos sectores a revolucionar os seus negócios.

Em 2016 esperamos, por isso, que a confiança dos agentes económicos continue a aumentar e este otimismo se converta em crescimento económico. Esperamos especialmente que os nossos clientes continuem a crescer connosco”.

Os grandes momentos de 2015, nas palavras de Vasco Falcão

– As quotas de mercado divulgadas pela Infosource para o terceiro trimestre, que dão à Konica Minolta um crescimento de quota de mercado em todos os segmentos onde estamos presentes, quando comparado com período homólogo.

– A realização do evento OPS coach em Lisboa e, pela primeira vez, no Porto. O OPS Coach é um evento Konica Minolta, sobre o tema dos Managed Print Services e Gestão Documental, que contou com a presença de oradores de renome e especialistas na área dos Managed Print Services e um conjunto de empresas clientes Konica Minolta que partilharam as suas experiências, os benefícios alcançados com a abordagem OPS e as soluções de Gestão Documental. Neste evento houve ainda uma área de exposição com especial enfoque nas 4 principais preocupações dos CIO da atualidade: segurança, mobilidade, otimização e digitalização & captura.

– A nível interno, com o surgimento de novos valores da empresa, que surgem numa ótica de transformação, em primeiro lugar, interna, e que deve ser transversal à relação que estabelecemos com os nossos clientes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor