ESPECIAL 2015 | JP-IK: Consolidação de portfólio e projetos

Negócios
0 11 Sem Comentários

O ano de 2015 foi, para a JP – inspiring knowledge, um ano de consolidação de portfólio e projetos, sobretudo no que toca ao negócio da educação. E um ano de continuidade e fortalecimento do negócio da distribuição, disse João Paulo Sá Couto, presidente da JP – inspiring knowledge.

A principal mudança face a 2014 foi a consolidação da JP – inspiring knowledge como um verdadeiro integrador de soluções tecnológicas, no âmbito do negócio de educação, garante este responsável. “Conseguimos afirmar-nos como um provedor de soluções e projetos que visam não só o acesso à educação, mas também o desenvolvimento económico sustentável dos países. Partindo do desenho e implementação de projetos industriais, com a capacitação técnica e pedagógica dos recursos humanos locais, o nosso modelo de negócio consegue ter um impacto muito positivo nos países em que trabalhamos”.

Em termos de mercado, o presidente salientou a continuidade da nossa expansão internacional e consolidação do negócio em países da América Latina – nomeadamente, México, Bolívia e El Salvador – e de África, com destaque para Angola, Quénia e África do Sul.

Este ano, também no negócio de educação, a empresa destacou três marcos de grande importância para a JP – inspiring knowledge: a vitória do concurso de um milhão de tablets para a Secretaria de Educação Pública do México; a inauguração da fábrica final do projeto da Bolívia, em Kallutaca, que emprega agora quase uma centena de pessoas e já produziu mais de 200 mil equipamentos; o arranque do projeto industrial de El Salvador, com um impacto significativo num país cuja economia precisa de ser fortemente estimulada.

As expetativas para 2016 são muito positivas: no negócio da Distribuição, a nível nacional, esperamos o aumento do nosso portfólio de marcas, produtos e soluções; no negócio da Educação, temos grandes apostas para aumentar a escala das parcerias estratégicas e projetos em países como o Quénia e Angola”.

Para garantir estas expectativas, a empresa conta com o trabalho que tem vindo a desenvolver ao longo dos últimos anos – desde contatos e parecerias estratégicas a protocolos e projetos –  que vai refletir-se claramente em 2016, diz João Paulo Sá Couto.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor