eSolidar e Kuiozo lançam campanhas na Seedrs

e-MarketingInovação
0 0 Sem Comentários

As startups portuguesas eSolidar (música) e a Kuiozo (vídeo) lançaram duas campanhas na plataforma luso-britânica de ‘equity crowdfunding’ Seedrs. O objetivo é angariarem financiamento por parte de investidores em todo o mundo.

As campanhas surgem depois de a Agroop ter sido a primeira empresa portuguesa a usar este novo modelo de financiamento no ano passado, tendo conseguido fechar com êxito a sua segunda ronda de financiamento na Seedrs, 75 mil euros.

Agora, é a vez de mais empreendedores nacionais tentarem o conceito de private equity crowdfunding, que permite investir diretamente nas empresas.

No caso da eSolidar, uma empresa de impacto social que une as organizações e as suas comunidades, a intenção é levantar 200 mil libras. A plataforma, que disponibiliza ferramentas fáceis para angariar fundos e aumentar a visibilidade das organizações sem fins lucrativos, está a vender parte do seu capital através da emissão de ações convertíveis, sendo que os investidores receberão a sua percentagem no prazo de um ano. Este valor pode alterar consoante a valorização feita na próxima ronda de investimento da eSolidar, sendo que no caso de não existir outra ronda de investimento, representará cerca de 13%.

“A campanha que temos a decorrer na plataforma da Seedrs é fundamental para que possamos continuar o nosso projeto de empreendedorismo social, e continuar a distribuir mais apoio junto de instituições de solidariedade”, explica Marco Barbosa, co-fundador da eSolidar. “O equity crowdfunding é, cada vez mais, uma alternativa ao mercado de capitais, e, com um forte potencial de crescimento, permite alcançar capital de investidores de todo o mundo que queiram fazer parte deste projeto.”

Marco Barbosa foi recentemente reconhecido pela revista Forbes na lista dos 30 europeus com menos de 30 anos mais promissores em diferentes áreas, ficando ao lado de nomes como Adele ou Novak Djokovic. Este facto é também um impulsionador para a captação de interesse por parte de investidores de todo o mundo no projeto da eSolidar.

Por sua vez, a portuguesa Kuiozo desenvolveu uma plataforma de streaming de vídeo suportada por vários métodos de monetização. A startup recorre à plataforma de equity crowdfunding da Seedrs com o objetivo de angariar 100 mil euros, com um equity de 12,50%. Com o valor angariado, a empresa pretende apostar na área de marketing, vendas e continuar a optimizar a sua plataforma.  

A campanha está ativa até agosto.

Carlos Silva, co-fundador da Seedrs (na foto), refere que as startups portuguesas estão a perceber que o modelo de financiamento através de equity crowdfunding lhes permite chegar mais rapidamente a um grande número de investidores. “Qualquer pessoa pode investir, qualquer montante, a partir de 10 euros, o que faculta às startups uma visibilidade e potencial de crescimento muito grande”, indica o executivo. “Nos seus vários estágios de crescimento, o financiamento é fundamental para que as empresas possam continuar a optimizar o seu produto e o equity crowdfunding é a alternativa viável a outros sistemas de financiamento que exigem um elevado grau de burocracia.”

A luso-britânica Seedrs é hoje a maior plataforma de equity crowdfunding europeia, que junta empresas e investidores, abrindo assim a possibilidade a qualquer pessoa de investir em ações de novas empresas, PME’s e startups.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor