Eset avisa para nova vaga de ransomware em Portugal

CyberwarSegurança

A especialista em segurança Eset está a alertar para uma nova vaga de ataques ransomware em Portugal e noutros países da Europa. Em causa está o código malicioso JS/Danger.ScriptAttachment.

O sistema de telemetria Eset LiveGrid detetou 30% de ataques deste ransomware  em Portugal, sendo o Luxemburgo (67%) e a República Checa (60%) os países mais atingidos. Áustria (57%) e Reino Unido (51%) também estão a ser fortemente afetados.

A empresa adianta que o malware JS/Danger.ScriptAttachment se espalha através de mensagens de correio eletrónico com informações falsas e um ficheiro em anexo. Se a vitima for enganada e executar o anexo, o computador é infetado de imediato mas não dará sinais disso; o utilizador fica sujeito a diversas ameaças, que serão descarregadas a partir da Internet.

Entre as ameaças instaladas encontram-se muitas formas de ransomware, como o Locky, que tem a capacidade de encriptar todos os ficheiros de um computador e mantê-los “reféns” até que os utilizadores paguem um resgaste para os recuperar.

O ransomware é uma das formas de malware que mais tem atacado Portugal e a Europa, avisa a Eset, que emitiu alertas em março deste ano e em dezembro de 2015 – nesses casos acerca dos ataques efetuados pelo Nemucod Downloader, que tem muitas semelhanças com o JS/Danger.ScriptAttachment.

“A Eset considera o ransomware como uma das formas mais perigosas de malware e aconselha todos os utilizadores a manterem as aplicações atualizadas e a criarem cópias de segurança regulares de todos os dados”, aconselha a empresa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor