Ericsson e Verizon aceleram na corrida do 5G

MobilidadeRedes

Na véspera da 101ª corrida da Indianápolis 500, que decorreu no final de maio, a Verizon e a Ericsson testaram a tecnologia móvel 5G no Indianapolis Motor Speedway, demonstrando a todos os presentes a potencialidade da nova geração de redes móveis.

A conexão 5G, localizada em Speedway, próxima do famoso circuito Indianapolis Motor Speedway, é parte da mais recente implementação experimental do 5G em pré-comercialização da Verizon.

A nova tecnologia utilizará um gateway doméstico baseado na plataforma Intel 5G Mobile Trial e tecnologia conectada da Intel para permitir a realização de uma transmissão ao vivo de eventos e corridas em realidade virtual (VR) e vídeo 360º de alta resolução 4K.

No futuro, as novas redes móveis têm o potencial de transformar a experiência de corridas para os pilotos, equipas e espectadores, quer da Verizon IndyCar, quer de outros tipos de modalidades. Por exemplo, os fãs vão conseguir “sentar-se” ao lado do seu piloto favorito de forma virtual e as equipas da corrida poderão reagir em tempo real, melhorando a segurança e o desempenho.

A demonstração levada a cabo em Indianápolis usou o carro da Verizon conectado ao 5G e Will Power, piloto da Verizon – Penske Dallara/Chevrolet mostrou-se bastante entusiasmado. 

“Desde manter o meu carro conectado durante a corrida a permanecer conectado enquanto estou na estrada, a Verizon está na liderança da tecnologia. É muito empolgante vê-los testar o seu novo serviço wireless 5G durante a Indianápolis 500”, explicou o piloto.

Durante o teste, foram alcançadas velocidades de banda larga constantes de mais de 6,4 Gb/seg num carro que se movia a uma velocidade superior a 95 km/h. Esses resultados são possíveis devido à tecnologia de processamento, antena e rádio avançada da Ericsson, incluindo a formação e o rastreamento de feixes, que transmite informações a utilizadores específicos mesmo se o utilizador se esteja a movimentar em alta velocidade, proporcionando conectividade ininterrupta.

“Redes de dados móveis vão tornar-se a base do século XXI, com a Verizon e a Ericsson a caminhar além do 4G para oferecer suporte à Internet das Coisas”, afirmou Adam Koppe, vice-presidente de planeamento de redes na Verizon. “De veículos autónomos à comunicação e entretenimento de passageiros, o desempenho e a fiabilidade são os aspectos essenciais da nova rede, assim como é a essência de toda a experiência de valor acrescentado da Indianápolis 500”, acrescentou o executivo.

A verdade é que a quinta geração de tecnologia wireless, fornecerá largura de banda móvel e fixa aprimorada, com velocidades até 100 vezes mais rápidas do que as redes existentes, assim como serviços de baixa latência e grande escala para a Internet das Coisas (IoT), que transformarão todas as indústrias.. 

“A Ericsson trabalha com a Verizon para expandir o 5G e levar essa tecnologia ao mercado com redes prontas comercialmente. O 5G permitirá a existência de novos casos de uso para pessoas e empresas, que tornará o nosso mundo mais seguro, mais eficiente e mais ambientalmente sustentável”, indicou Per Narvinger, responsável por Produtos na área de Sistemas de Rede da Ericsson.

Veja a demonstração do 5G que a Verizon e a Ericsson realizaram no circuito Indianapolis Motor Speedway:


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor