Protótipos de Rádio 5G da Ericsson permitem que operadores conduzam testes de terreno em ambiente real

CloudMobilidadeVirtualização

A Ericsson pretende responder aos requisitos dos operadores para testes no terreno já a partir de 2016 com a introdução de Protótipos de Rádio 5G que os operadores podem implementar em ambientes de teste reais. 


Os Protótipos de Rádio 5G da Ericsson serão os primeiros produtos concebidos para permitir que os operadores conduzam testes de terreno em ambiente real. Atualmente, a operadora móvel japonesa, NTT DOCOMO está a utilizar o banco de provas de rádio 5G da Ericsson e irá receber protótipos para testes no terreno.

Os principais operadores móveis pretendem, deste modo, ser os primeiros a adotar a tecnologia 5G. O 5G terá um impacto em toda a rede móvel e no ecossistema associado, desde dispositivos ao acesso rádio, ao virtual evolved packet core (vEPC) e à cloud. A diferenciação entre operadores irá basear-se naquilo que cada um consegue fornecer em ambientes reais, com redes operacionais. Mais pequenos e com mais capacidade, os protótipos são concebidos com base nos resultados recolhidos nos testes no banco de provas de rádio 5G da Ericsson, juntamente com operadores, tanto em ambientes internos como externos.

“Estamos muito satisfeitos em avançar com testes em ambientes reais. Os jogos olímpicos e os paraolímpicos de Tóquio serão uma excelente oportunidade para propor vários casos de uso 5G diferentes, cujo lançamento comercial acontecerá em 2020. Esperamos que este passo nos garanta ainda mais oportunidades. Os Protótipos de Rádio 5G da Ericsson vão ajudar-nos a compreender todo o potencial que o 5G pode ter no ambiente de rede e no mercado, alargando assim as possibilidades para oferecermos novos serviços aos nossos clientes e parceiros”, diz em comunicado, Seizo Onoe, vice-presidente executivo e Chief Technology Officer da NTT DOCOMO.

Os Protótipos de Rádio 5G da Ericsson aproveitam as inovações tecnológicas alavancadas pelos testes de laboratório e pelos testes em ambientes internos e externos da primeira fase do Ericsson Radio Test Bed, já implementada nos EUA, Japão, Coreia e Suécia. Estes protótipos podem ser integrados nas aplicações de virtualização de funções de rede (NFV), para permitir uma rede de múltiplas configurações, respondendo a um variado conjunto de casos de uso de redes 5G.

“De forma a estarmos preparados num prazo tão exigente, é importante assegurarmos testes em ambientes do mundo real, com aplicações práticas. Estes novos Protótipos de Rádio 5G têm a dimensão de uma mala de viagem e pesam menos de 20 kg. Como líder na estandardização, é importante podermos contribuir com dados reais, mais do que nos cingirmos a debates teóricos”, sublinha, no mesmo documento, Arun Bansal, vice-presidente sénior e diretor da Business Unit Radio da Ericsson.

Os Protótipos de Rádio 5G da Ericsson incluem tecnologia Multi-User MIMO, que permite que os Protótipos de Rádio 5G sirvam vários utilizadores com o mesmo espetro, num único sector de um site; beamforming, essencial para permitir que os Protótipos de Rádio 5G da Ericsson suportem bandas de frequência mais elevadas, permitindo maior capacidade e um consumo energético inferior em ambientes de rede típicos; e um design avançado de antenas que incorpora 128 elementos de antenas e 64 cadeias de rádio em cada Protótipo de Rádio 5G da Ericsson.

A Ericsson está a liderar e a fomentar o trabalho de criação de standards de 5G com as pesquisas exploratórias e os testes de campo em fase de pré-standards, através de iniciativas de estandardização juntamente com organismos de estandardização influentes e com grupos de diferentes indústrias. Através de avanços tecnológicos como o Protótipo de Rádio 5G da Ericsson e tecnologia de rede de múltiplas configurações, a Ericsson e os operadores que são seus clientes serão players essenciais na definição 
da próxima geração de tecnologia de rede durante todo o processo que culminará com a sua comercialização.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor