Ericsson recua nas estimativas de mercado

MobilidadeNegócios
0 0 Sem Comentários

Esta não está a ser a melhor das épocas para a sueca Ericsson que reduziu a sua previsão de crescimento para o mercado global de equipamentos para redes móveis até 2018. A culpa é da fraca procura da banda larga móvel que tem tido um forte impacto nas vendas.

Mas vamos a números. Na passada semana, em Nova Iorque, reunida com investidores, a empresa sueca admite agora um crescimento médio anual de 1 a 3 por cento de 2016 a 2018 para áreas do mercado em que fornece produtos e serviços.

Isto quando, há um ano, a sua previsão era de um crescimento total do mercado entre 2 por cento e 4 por cento anualmente no período de cinco anos entre 2014 e 2018.

A Ericsson está, neste momento, a braços com uma queda nos investimentos de empresas de telecomunicações, com a nova tecnologia 5G e concorrência quer da chinesa Huawei quer da finlandesa Nokia.

“A tendência negativa do setor a partir do primeiro semestre de 2016, devido à fraca procura para banda larga móvel, deve prevalecer no curto prazo”, disse a companhia em comunicado citada pela Reuters.

A empresa disse ainda que os seus resultados seriam pressionados por uma queda de 10 a 15 por cento no mercado global de infraestrutura para dispositivos móveis este ano e de 2 a 6 por cento em 2017.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor